• 14/09/2019 15:19
Oriente Médio

Instalação petrolífera saudita é alvo de drones de rebeldes do Iêmen

  • 14/09/2019 15:19
  • PorEstadão Conteúdo
    Ataque provocou um incêndio que pode afetar a capacidade de refino da Arábia Saudita. Não há informações sobre vítimas. Ataque aumenta tensão na região.
    Ataque provocou um incêndio que pode afetar a capacidade de refino da Arábia Saudita. Não há informações sobre vítimas. Ataque aumenta tensão na região.| Foto: AFP

    O grupo de rebeldes Houthis, do Iêmen, atacaram com drones a maior instalação de petróleo do mundo e um dos mais importantes campos de extração do óleo na Arábia Saudita. Um incêndio chegou a consumir parcialmente as unidades, que são de propriedade da petroleira Saudi Aramco.

    Após horas de fogo, não ficou claro se pessoas ficaram feridas ou qual o efeito que o ataque teria na produção de petróleo. A fumaça crescente dos incêndios nos locais poderia ser vista pelos satélites.

    Em um breve discurso transmitido pelo canal de notícias por satélite Al-Masirah, o porta-voz militar dos Houthis, Yahia Sarie, disse que os rebeldes usaram 10 drones no ataque. Ele alertou que os ataques dos rebeldes só piorariam se a guerra contra o grupo rebelde continuar. "A única opção para o governo saudita é parar de nos atacar", afirmou.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.