• 10/09/2020 18:02
Argentina

Influenciador que tuítou que Kirchner “não vai ficar viva” é preso

  • 10/09/2020 18:02
    • Gazeta do Povo
    reforma judicial argentina
    A vice-presidente argentina Cristina Fernandez de Kirchner comanda sessão do Senado em que se discute a reforma judicial proposta pelo presidente Alberto Fernández.| Foto: RONALDO SCHEMIDT/AFP

    O influenciador argentino Eduardo Prestofelippo, 28, conhecido como El Presto, foi detido nesta quinta-feira (10) em Córdoba, após determinação da Justiça Federal. O motivo da prisão, segundo as autoridades, foi “resistência e desobediência flagrante” ao tentar impedir uma revista em sua residência.

    Prestofelippo também é acusado de ameaça e incitação ao ódio e à violência contra a atual vice-presidente e ex-presidente da Argentina, Cristina Kirchner. No dia 27 de agosto, enquanto era discutida a reforma judicial no país, ele publicou em seu Twitter uma foto de Kirchner com os seguintes dizeres: “Você não vai sair dessa epidemia social viva. Você será a primeira - junto com suas crias políticas - a pagar por todos os danos causados. Resta-lhe pouco tempo”.

    Apesar de dizer que se referia a uma “morte política” da vice-presidente e que “jamais mandaria matar alguém”, Prestofelippo foi alvo de ao menos duas denúncias criminais, uma por parte de um dos advogados de Cristina, Gregorio Dalbón, e outra de autoria da deputada kirchnerista Gabriela Estévez.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.