i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Pesquisa

Cachorros são capazes de sentir "inveja", afirma pesquisa austríaca

Sentimento apareceu após distribuição desigual de recompensas. Cães se recusavam a "dar a patinha" quando eram preteridos

  • PorG1/Globo.com
  • 08/12/2008 17:27
Revoltado por não receber a recompensa igual ao outro, cão se recusa até a olhar para o cientista | Friederike Range/Divulgação
Revoltado por não receber a recompensa igual ao outro, cão se recusa até a olhar para o cientista| Foto: Friederike Range/Divulgação

Os cães são capazes de farejar situações injustas, mostrando uma emoção simples semelhante à inveja ou ao ciúme, afirmam pesquisadores austríacos. Numa pesquisa coordenada por Friederike Range, da Universidade de Viena, os bichos se recusaram a "dar a patinha" quando outros cachorros recebiam uma recompensa e eles não.

"É uma emoção mais complexa do que o que atribuímos normalmente aos animais", declarou Range. A pesquisa, publicada na revista científica "PNAS", também mostrou que os cachorros se lambiam, coçavam-se e pareciam estressados quando não recebiam a recompensa dada a seus companheiros de espécie.

Experimentos

Numa série de experimentos com diferentes raças caninas, os pesquisadores examinaram as reações de dois animais, sentados um ao lado do outro, quando eles recebiam recompensas desiguais após "dar a patinha" a um pesquisador.

Além das várias reações de estresse, os cães que não recebiam a recompensa - um pedaço de salsicha - paravam de realizar a tarefa, diz Range. Para mostrar que isso não acontecia apenas porque os animais não estavam recebendo comida, os pesquisadores então testaram os cães sozinhos, sem outro bicho do lado, verificando que nessa situação os caninos invejosos cooperavam por mais tempo antes de parar.

"A questão é realmente a distribuição injusta da recompensa", diz Range. "Se fosse apenas a frustração, eles parariam ao mesmo tempo."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.