i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Corrida eleitoral

Caminho de Trump para se reeleger depende de Flórida e Pensilvânia

    • Estadão Conteúdo
    • 22/10/2020 17:59
    Trump testou negativo para covid-19 e não é mais contagioso, afirma médico da Casa Branca
    Presidente dos EUA, Donald Trump, em comício na Flórida.| Foto: Saul Loeb / AFP

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem condições para os 270 votos do Colégio Eleitoral de que precisa para ser reeleito. Mas é preciso que tudo saia em sua direção uma segunda vez. Eleitores persuadíveis em estados de disputa acirrada precisarão mudar de lado de forma esmagadora a seu favor. Ele terá que reconquistar blocos eleitorais cruciais e a operação de participação terá que superar dramaticamente o democrata Joe Biden em um ano extraordinariamente turbulento.

    "Em 2016, suas chances de ganhar a eleição eram as de conseguir um inside straight (9% de chance) no pôquer. A questão este ano é se ele pode tirar uma sequência de dois inside straights seguidos (0,81% de chance)", disse Whit Ayres, um veterano pesquisador republicano. "É teoricamente possível, mas praticamente difícil."

    Embora Trump tenha vários caminhos para a vitória, seu caminho mais provável depende de vencer dois estados cruciais: Flórida e Pensilvânia. Se ele puder reivindicar ambos e se agarrar a outros estados do chamado Cinturão do Sol (área entre o sul e sudoeste dos EUA) que ele conseguiu por pouco em 2016 - como Carolina do Norte e Arizona - enquanto jogava na defesa na Geórgia e em Ohio, que ele venceu com folga em 2016, mas onde Biden agora é competitivo, ele vencerá.

    A campanha de Trump também continua a despejar tempo e dinheiro em Wisconsin e Michigan, fortalezas democratas de longa data que ele conquistou pela margem mais estreita quatro anos atrás.

    Trump conta com outros fatores que apontam a seu favor: a campanha e o Partido Republicano passaram anos investindo em uma poderosa operação de sensibilização do eleitor e tem 2,5 milhões de voluntários batendo em milhões de portas a cada semana.

    Eles viram picos no registro eleitoral do Partido Republicano em vários estados importantes. E os eleitores de Trump estão mais entusiasmados com seu candidato do que os democratas com Biden. Os democratas são movidos mais por seu ódio a Trump.

    "Nós nos sentimos melhor sobre nosso caminho para a vitória agora do que em qualquer momento da campanha este ano", disse o gerente de campanha de Trump, Bill Stepien, à equipe em uma teleconferência esta semana. "E esse otimismo é baseado em números e dados, não em sentimentos."

    Mas as pesquisas mostram que Trump está atrás ou quase igualado em quase todos os Estados que precisa vencer para chegar a 270 votos no Colégio Eleitoral. Salvo algum tipo de zebra importante, Trump precisa se agarrar a pelo menos um dos três Estados que ganhou em 2016: Pensilvânia, Wisconsin ou Michigan, disse Paul Maslin, um antigo pesquisador democrata baseado em Wisconsin. "Não vejo outra maneira de Trump vencer", disse ele.

    As pesquisas da Fox News divulgadas na quarta-feira mostram Biden com uma vantagem clara em Michigan e uma pequena em Wisconsin. Na Pensilvânia, pesquisas recentes mostram Biden à frente, mas variam no tamanho de sua liderança.

    O "problema fundamental" de Trump, disse Ayres "é que um grande número de Estados que ele venceu confortavelmente da última vez" estão atualmente próximos.

    Mesmo que a vitória de Trump em 2016 ainda assombre os democratas e tenha deixado muitos eleitores profundamente desconfiados das pesquisas públicas, observadores atentos da corrida enfatizam que 2020 não é 2016.

    Biden é mais preferido do que Hillary Clinton e as pesquisas sugerem que agora há menos eleitores indecisos do que há quatro anos atrás. E Hillary foi prejudicada nas últimas semanas da campanha por uma série de contratempos, incluindo a reabertura tardia de uma investigação do FBI sobre seus e-mails. O impacto de qualquer surpresa adicional desta vez seria limitado pelo número recorde de eleitores que já votaram.

    6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 6 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • E

      Emerson

      ± 17 horas

      Numa torcida danada para que tais localidades estejam insatisfeitas com a mesmice e queiram mudança pois pior do que já está não fica mais. Acorda meu povo americano. Não vamos dar uma de Brasil da comédia verde e amarela.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • S

        Silvana Moreira

        ± 21 horas

        Cancelei a assinatura do Estadão por ser poluído visualmente, repetitivo, faz militância política, faz parte da patrulha ideológica da esquerda ( os colunistas). Portanto, mantive a Gazeta por além de ter notícias do estado, tem colunistas que estão demonstrando mais esclarecimento dos temas complexos da atualidade. NÂO fique replicando o ESTADÃO.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        1 Respostas
        • L

          Leonardo Neves Luz

          ± 19 horas

          Qual o problema do conteúdo?

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

      • J

        Jota

        ± 1 dias

        A mídia quer que o Biden vença. Ponto!

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • T

          tamotsu kashino

          ± 1 dias

          Trump tem um grande trufo, é questão de segurança nacional, segundo as pesquisas 70% dos americanos mostram contrario a China comunista e apoiam Trump nesta guerra comercial com China, é uma questão que as Democratas tem pouca chanse de reagir.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • M

            MARCO

            ± 2 dias

            Gazeta. Deixe o conteúdo do Estadão para o Estadão.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            Fim dos comentários.