Detalhe da garrafa de whisky que foi vendida pelo equivalente a R$ 110 mil | Reprodução
Detalhe da garrafa de whisky que foi vendida pelo equivalente a R$ 110 mil| Foto: Reprodução

Há 150 dias, a menina britânica Madeleine McCann, de quatro anos, desaparecia do quarto em que estava com seus dois irmãos gêmeos, num resort português. No momento de seu sumiço, seus pais, os médicos Kate e Gerry MacCann, haviam saído para jantar num restaurante próximo ao local.

O caso ganhou repercussão internacional e jogadores famosos, como David Beckham e Cristiano Ronaldo, fizeram campanha na mídia para que o paradeiro da garota fosse descoberto. O casal McCann foi até o Vaticano falar com o Papa para pedir que ele abençoasse sua filha e orasse para que ela fosse encontrada.

Relembre as reportagens sobre o desaparecimento de Madeleine

Depois de seguir inúmeras pistas, a polícia portuguesa abriu o leque de investigação. Sangue encontrado no quarto do resort levou os peritos a acreditar que ela pode ter sido morta no local. Em 7 de setembro, os pais também entraram na lista de suspeitos pelo desaparecimento.

Kate e Gerry alegam inocência e insistem que as buscas pela filha não terminem. De volta à Inglaterra, eles contrataram Michael Caplan, o advogado que defendeu em Londres o ex-ditador chileno Augusto Pinochet.

O fundo que criaram para ajudar nas buscas da filha já soma 117.600 euros (pouco mais de R$ 300 mil). Eles se comprometeram a não utilizar esse dinheiro para sua defesa legal.

O caso da fotografia

No final de agosto, uma foto de uma criança que supostamente seria Madeleine foi divulgada pela imprensa. A imagem era de uma menina loira e foi tirada no Marrocos.

Poucos dias depois, um fotógrafo da agência France Press encontrou a suposta Madeleine e sua mãe. E descobriu que ela se chama Bouchra, tem quase três anos e é da cidade de Zinat, perto de Tetuán (no norte do Marrocos). Os pais da garota mostraram sua certidão de nascimento e demais documentos que provam sua identidade e filiação. Depois de descoberta, Bouchra ficou famosa no país.

Brinquedos arrecadados

Amigos e parentes de Madeleine enviarão 2 mil brinquedos para crianças da Bielorússia, informou nesta quinta-feira (27) a rede britânica "BBC". Os objetos foram deixados no memorial da guerra por pessoas da redondeza de Rothley, onde moram os McCann, semanas após o desaparecimento da menina.

Ao longo do verão, os brinquedos foram recolhidos e agora serão mandados para crianças do país do leste europeu e serão embalados para presente com uma foto da garota na parte de fora do pacote.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]