i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
visita a cuba

Chuva e segurança forte encolhem recepção a Obama nas ruas de Havana

Passadas as primeiras horas da visita, os cubanos não haviam encontrado nem ouvido o chefe de Estado

    • AFP
    • 21/03/2016 09:59
    Família acompanha pela TV chegada do presidente | Rodrigo Arangua/AFP
    Família acompanha pela TV chegada do presidente| Foto: Rodrigo Arangua/AFP

    E onde está Obama?

    A chuva e um asfixiante dispositivo de segurança que esvaziou as ruas de Havana impediram que a maioria dos cubanos conseguisse ver o presidente dos Estados Unidos em seu primeiro dia na ilha.

    Em Cuba, Obama não é visto com um presidente americano ‘cretino’

    Leia a matéria completa

    “Quero encontrar e escutar em primeira mão o povo cubano”, escreveu Barack Obama no Twitter pouco depois de aterrissar em Havana, onde ficará até esta terça-feira (22).

    Passadas as primeiras horas de sua visita, os cubanos não haviam encontrado nem ouvido o chefe de Estado que propiciou a aproximação com Cuba após mais de meio século de rivalidade.

    “Pelo menos vimos a ‘besta’“, se conformou Mirta Morera, de 67 anos, diretora da empresa Transtur, quando a limousine presidencial chegou pela avenida que margeia a costa de Havana.

    Morera e um grupo de pessoas, que não chegavam a 200, se reuniram no Malecón de frente para a embaixada americana, reaberta em agosto de 2015, para tentar pelo menos contato visual com Obama. A tentativa não deu certo.

    Obama chegou em uma tarde chuvosa, incomum nesta época do ano, e sua caravana passou rapidamente.

    “O clima pode estar contra e prejudicar seu passeio, mas nós cubanos somos a favor dessa visita porque dará um impulso a essa nova relação”, afirmou Daynei Abreu, de 29 anos, dona de alguns negócios situados próximo à embaixada.

    Obama, sua esposa Michelle e suas duas filhas Sasha e Malia chegaram às 22h GMT (17 horas local) em Havana Velha para conhecer o centro histórico da capital cubana.

    Desde cedo a segurança exerceu um controle tão severo que acabou impedindo ou desestimulando os cubanos a sair em massa para saudar Obama.

    A nada menos do que 50 metros do local visitado pelo presidente, as pessoas enfrentavam a chuva e os controles de segurança em meio a uma nuvem de guarda-chuvas para avistá-lo. A maioria era turistas estrangeiros.

    “Acho que me deixaram ficar aqui porque, com a minha mochila, me confundiram com um turista”, disse Ariel Hernández, engenheiro civil de 42 anos, um dos poucos cubanos no local. “Desde que eu era criança ouvia a historia da revolução, que foi na verdade a que história contra os Estados Unidos”, comentou. “É realmente um momento histórico”, contou.

    Na terça-feira, Obama deverá discursar para o povo cubano no Gran Teatro de La Habana. O evento será transmitido ao vivo pela televisão cubana. No mesmo dia, ele assistirá a uma partida de beisebol. O acesso será restrito em ambos os casos.

    Amarilis Sosa e seu marido Antonio Álvarez viram a chegada do presidente dos Estados Unidos pela televisão, em sua casa no bairro Vedado.

    “É um momento que todos os cubanos não esperavam, mas, veja, o temos aqui em Cuba”, comentou Sosa. Sobre seu televisão, um retrato de Che Guevara, um dos heróis da revolução.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.