Amiri, que estava desaparecido fazia mais de um ano | Reuters
Amiri, que estava desaparecido fazia mais de um ano| Foto: Reuters

Desaparecido há mais de um ano, o cientista iraniano Shah­­ram Amiri, 32 anos, reapareceu on­­tem, em Washington, afirmando ter sido sequestrado pelos americanos e pedindo para voltar a seu país.

O sumiço de Amiri foi constatado em maio de 2009, quando fa­­zia peregrinação a Meca, na Ará­­bia Saudita. Para Teerã, ele foi se­­questrado e levado aos Estados Unidos pela CIA (serviço de inteligência do país).

Ontem, o Paquistão anunciou que o cientista está em sua embaixada em Washington, onde há se­­ção de representação do Irã nos EUA.

Washington negou ser responsável pelo desaparecimento de Amiri, mas não disse como ele en­­trou no país.

A secretária de Estado, Hil­­la­­ry Clinton, disse que ele "está nos EUA por vontade própria e é livre para sair".

Para Teerã, o interesse dos EUA em Amiri está no fato de que o cientista costumava trabalhar para a Organização de Energia Atômica do Irã. O seu sequestro, portanto, seria tentativa de obter informações sobre o seu programa nuclear.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]