Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Segundo o COI, Peng Shuai agradeceu as preocupações com seu bem-estar e alegou que está segura, bem e morando em Pequim
Segundo o COI, Peng Shuai agradeceu as preocupações com seu bem-estar e alegou que está segura, bem e morando em Pequim| Foto: Greg Martin/Divulgação/COI

O Comitê Olímpico Internacional (COI) foi acusado por ativistas de promover um "golpe de publicidade" com a chamada em vídeo entre a tenista chinesa Peng Shuai e o presidente do COI, Thomas Bach, no domingo.

A falta de informações sobre o paradeiro da tenista desde que ela acusou um membro da alta cúpula do Partido Comunista Chinês de assédio sexual causou preocupações na comunidade internacional e gerou uma campanha de mobilização nas redes sociais nas últimas semanas.

Após a chamada por vídeo, o COI afirmou que a tenista estava "segura e bem" e que gostaria "que sua privacidade fosse respeitada" neste momento.

Nikki Dryden, ex-nadadora olímpica canadense e advogada de direitos humanos, descreveu a maneira como o COI está lidando com o caso de Peng Shuai como um "exercício midiático" com o objetivo de dissipar as ameaças de boicote diplomático antes do Jogos de Inverno, que serão realizados na China no ano que vem.

"Estou muito aliviada por ela estar viva, mas a execução desse vídeo de prova-de-vida é realmente preocupante de uma perspectiva de proteção", disse Dryden, segundo noticiou o jornal The Guardian.

"Parece-me muito político que [o presidente do COI Thomas] Bach tenha essa ligação com o presidente da comissão de atletas - que provavelmente é um tanto apropriado - e depois com o membro do COI da China. Isso não é uma chamada de proteção de forma alguma", afirmou a ex-atleta, dizendo que a chamada deveria ter sido feita por um oficial encarregado da proteção à tenista, "e não como um golpe publicitário".

"Nada no comunicado de imprensa divulgado pelo COI me deixa confiante de que ela está segura, de que não está sofrendo retaliações ou sendo coagida", completou Dryden.

A diretora da organização não governamental Human Rights Watch na Austrália, Elaine Person, também fez críticas ao COI. "Francamente, é vergonhoso ver o COI participando da farsa do governo chinês de que tudo está bem e normal para Peng Shuai. Claramente não está. Caso contrário, por que o governo chinês estaria censurando Peng Shuai na Internet na China e não permitindo que ela fale livremente com a mídia ou o público", questionou.

No final de semana, pessoas ligadas à imprensa estatal chinesa compartilharam imagens de Peng Shuai, na tentativa de mostrar que ela estava bem, mas a Associação de Tênis Feminino (WTA, na sigla em inglês), considerou que os registros não comprovavam a segurança da tenista.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]