i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Drogas

Colômbia e EUA desarticulam rede de traficantes de heroína

  • PorReuters/G1
  • 23/05/2007 16:33

A Colômbia e os Estados Unidos desarticularam uma rede internacional de traficantes de heroína que operava em seis países e da qual foram apreendidos desde meados de 2005 mais de 427 quilos dessa droga, avaliados em 23 milhões de dólares, disseram autoridades na quarta-feira.

A Polícia Antinarcóticos da Colômbia e a DEA (agência antidrogas dos EUA) realizaram conjuntamente as investigações, que levaram à prisão de 38 pessoas -- 10 na Colômbia, 19 nos EUA, 6 no México, 2 na Costa Rica e 1 na Nicarágua.

"A organização narcotraficante utilizava a ilha de San Andrés [Colômbia] como ponto de recepção e envio de estupefacientes para o exterior", disse o comandante da polícia antinarcóticos, general Álvaro Caro.

"Seus integrantes coordenavam por meio de transporte marítimo, lanchas, o transporte da heroína para países centro-americanos, para posteriormente entrar com a droga nos Estados Unidos", afirmou.

As pessoas presas na Colômbia podem ser extraditadas para os Estados Unidos sob acusações de narcotráfico e lavagem de dinheiro.

Os Estados Unidos são o principal aliado do governo do presidente colombiano, Alvaro Uribe, na luta contra o narcotráfico. Desde 2000, Washington entregou à Colômbia mais de 4 bilhões de dólares em assistência militar e treinamento para combater o narcotráfico.

Em meio à operação antidrogas, os dois países desintegraram nos últimos anos dezenas de organizações dedicadas ao tráfico de cocaína e heroína, bem como à lavagem de dinheiro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.