Moscou – As relações entre a Rússia e a Geórgia, agora agravadas pelo apoio de Moscou à independência da Ossétia do Sul, atravessam um de seus piores momentos desde que, no fim de setembro, as autoridades georgianas prenderam quatro oficiais russos por suposta espionagem. Em resposta, a Rússia ameaçou duplicar o preço de seu fornecimento de gás à Geórgia e impôs um bloqueio por terra, mar e ar que aplicou um duro golpe à frágil economia da pequena nação caucasiana.

A Rússia não vê com bons olhos o esforço da Geórgia para se aproximar da União Européia e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), a aliança militar ocidental. Já o governo georgiano teme que a Rússia tente arrebatar a Ossétia do Sul e outras áreas separatistas para seus domínios.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]