| BYRON C. LINDER/AFP
| Foto: BYRON C. LINDER/AFP

Uma autoridade da Coreia do Norte voltou a ameaçar o território norte-americano de Guam, no Pacífico, em resposta aos exercícios militares dos Estados Unidos nas proximidades do território norte-coreano, de acordo com um comunicado publicado neste sábado (14) pela agência de notícias do país asiático.

A KCNA divulgou um comunicado de Kim Kwang Hak, pesquisador do Instituto para Estudos dos Estados Unidos do Ministério de Relações Exteriores da Coreia do Norte, intitulado “Os movimentos militares imprudentes dos EUA obrigam a Coreia do Norte a agir”.

Leia mais:

Por que a Coreia do Norte ameaçou Guam, uma ilha perdida no Pacífico?

A Coreia do Norte lançou mais um míssil. Ela quer guerra?

No comunicado, o pesquisador cita uma série de exercícios militares conduzidos pelos Estados Unidos, Coreia do Norte e Japão e observa que os movimentos “acontecem enquanto a equipe de Trump posta no Twitter que os EUA falharam em lidar com a Coreia do Norte nos últimos 25 anos e que apenas uma coisa se provará eficiente, enquanto sugerem frequentemente ‘opções militares’ apoiadas por lixos como ‘uma calmaria antes da tempestade’ e ‘destruição total’“.

“Nos já alertamos várias vezes que vamos reagir pela autodefesa, incluindo um salvo de mísseis nas águas nos arredores de Guam”, acrescenta.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]