i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Arquivos FinCEN

Documentos vazados revelam US$ 2 trilhões em transações suspeitas envolvendo grandes bancos

    • Gazeta do Povo
    • 21/09/2020 08:53
    bancos lavagem de dinehiro
    Segundo o ICIJ, o Deutsche Bank registrou US$ 1,2 trilhão em transações financeiras suspeitas entre 1999 e 2017| Foto: Tolga Akmen/AFP

    Grandes bancos teriam contornado leis e regulamentos contra lavagem de dinheiro ao movimentar enormes somas de dinheiro para acusados de corrupção e redes criminosas, revelou uma investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigadores (Icij), publicada neste domingo (20), com base em documentos secretos do governo dos Estados Unidos vazados ao site de notícias Buzzfeed.

    HSBC, JPMorgan, Standard Chartered Bank, Deutsche Bank e Bank of New York Mellon são alguns dos grandes bancos citados pela reportagem. Eles teriam movimentado fundos ilícitos mesmo depois de terem sido alertados por autoridades americanas que enfrentariam processos criminais se não parassem de fazer negócios com mafiosos, fraudadores ou regimes corruptos.

    De acordo com o Icij, JPMorgan, o maior banco com sede nos Estados Unidos, movimentou dinheiro para pessoas e empresas envolvidas em corrupção na Malásia, Venezuela e Ucrânia. Os jornalistas que revisaram os documentos vazados identificaram que mais de US$ 2 milhões foram movimentados para uma empresa de energia venezuelana acusada de enganar o governo da Venezuela e ajudar a causar apagões elétricos que paralisaram grandes partes do país.

    O HSBC, por sua vez, teria viabilizado transações que somam US$ 80 milhões para esquema de pirâmide em investimentos que prometia 100% de lucro em 100 dias. De acordo com a BBC, os fraudadores visavam comunidades pobres nos Estados Unidos, Colômbia e Peru, mas também houve vítimas em outros países.

    A análise feita pelo Icij revelou que, ao todo, mais de US$ 2 trilhões em transações realizadas entre 1999 e 2017 foram sinalizadas por oficiais de compliance das próprias instituições financeiras como possível lavagem de dinheiro ou outra atividade criminosa - incluindo US$ 514 bilhões na JPMorgan e US$ 1,3 trilhão no Deutsche Bank. Esses números, contudo, se referem a atividades suspeitas e não são necessariamente evidências de conduta criminosa ou outros delitos.

    Os mais de dois mil relatórios de atividades suspeitas ficaram conhecidos como Arquivos FinCEN, em referência à sigla da Rede de Execução de Crimes Financeiros do Departamento do Tesouro dos EUA, agência de inteligência que combate a lavagem de dinheiro. Mais de 400 jornalistas de 110 veículos de imprensa em 88 países estiveram envolvidos na análise dos documentos nos últimos 16 meses.

    Reações

    O FinCEN disse que o vazamento dos relatórios era um crime que pode afetar a segurança nacional dos EUA, arriscar as investigações e ameaçar a segurança daqueles que fazem os relatórios.

    Em resposta ao Icij, o JPMorgan disse que é legalmente proibido de discutir clientes ou transações e que assumiu um “papel de liderança” na busca de “investigações proativas lideradas por inteligência” e no desenvolvimento de “técnicas inovadoras para ajudar a combater o crime financeiro”.

    Em nota, o Deutsche Bank afirmou que as revelações eram de fato informações "bem conhecidas" por seus reguladores e disse que "dedicou recursos significativos para fortalecer seus controles" e que está "sendo extremamente cuidadoso para cumprir (suas) responsabilidades e (suas) obrigações".

    O HSBC informou que "todas as informações fornecidas pelo Icij são históricas e anteriores à conclusão do nosso Acordo de Ação Diferida (DPA) em 2017", referindo-se a um acordo que o banco fez com o Departamento de Justiça dos EUA para evitar um processo por fraude.

    "Assumimos nossa responsabilidade de combater crimes financeiros de forma extremamente séria e temos investido substancialmente em nossos programas de conformidade", disse o Standard Chartered ao Wall Street Journal.

    10 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 10 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • Z

      Zenão

      ± 57 minutos

      Que novidade!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • C

        Celito Medeiros

        ± 7 horas

        Segundo a última edição da Revista Forbes, o banqueiro mais rico do mundo é o dono do Banco Safra, o acusado Banco nos USA de lavagem de dinheiro dos Marinhos... Interessante que nesta matéria nada consta e retiraram os Marinhos da lista Forbes, os três irmãos bilionários que ponteavam a lista no Brasil. De quantos Bilhões está sendo o Golpe de nossos Bancos em não pagarem os dividendos de Poupanças, em ação já tramitada em julgado? Bradesco, Itaú, Santander e por aí vai... Será que pensam que nunca mais irão pagar, que os idosos estão morrendo e os herdeiros irão se calar?

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • A

          Antonio

          ± 8 horas

          Imagina quanto dinheiro é movimentado nas democracias tipo Rússia, Venezuela, Argentina e boa parte da África e Oriente Médio!

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          1 Respostas
          • S

            Sr. Walker

            ± 5 horas

            E aqui no Brasil então? Período de poder da maior quadrilha de ladrões da história da humanidade. Alguém acredita que todo o dinheiro foi sacado na boca do caixa e carregado em malas ou peças de roupa íntima. Teve banco que resolveu sair do país logo que viu que estouraria o escândalo.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

        • M

          Manoel Cesar Romero

          ± 9 horas

          Tive um professor no ensino médio que disse: quer abrir um negócio ruim, abra um Banco, quer abrir um negócio mais ou menos abra um Banco, quer abrir um negócio excelente abra um banco, você sempre ganhará muito dinheiro.......

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • P

            Polaco

            ± 9 horas

            Mas os banqueiros são tão bonzinhos.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • L

              Luiz Alberto

              ± 10 horas

              Se cavar direitonho vai encontrar muita minhoca.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • M

                mup

                ± 11 horas

                E do Brasil? Os "jornalistas investigativos" não encontraram nada. Nossos bancos não participaram de lavagem de dinheiro do maior e mais corrupto esquema de corrupção do país? Estranho, muito estranho..... Bradesco, Itaú, Santander, BB, CEF nada, nadinha? Vale a pena pedir a força-tarefa da laja jato uma ajudinha ou os nossos " jornalistas investigativos" cumprirão com o seu dever aqui no Brasil?

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                1 Respostas
                • J

                  João Mauricio

                  ± 8 horas

                  Os bancos financiam campanhas de deputados, senadores, festas e congressos de juízes. Vc acha que eles serão investigados?

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

              • M

                Mário Kume

                ± 11 horas

                Os bancos continuam sendo os grandes vilões do nosso mundo atual. Lucram em todas as situações e continuam enriquecendo cada vez mais. Infelizmente podemos afirmar que nenhum banco jamais leva prejuízo...

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                Fim dos comentários.