Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
protestos eua
Os manifestantes enfrentam a polícia na frente do tribunal do condado de Kenosha durante uma terceira noite de agitação em 25 de agosto de 2020 em Kenosha, Wisconsin| Foto: Scott Olson/Getty Images/AFP

A polícia de Kenosha, em Wisconsin, informou nesta quarta-feira (26) que duas pessoas morreram e uma ficou ferida após um tiroteio na noite anterior. A vítima que sobreviveu foi levada a um hospital com ferimento sério, mas sem risco à vida. Um jovem de 17 anos foi preso pelos assassinatos. Kyle Rittenhouse é branco e mora em Antioquia, Illinois, a cerca de 25 quilômetros de Kenosha. Na sexta-feira (28) será realizada uma audiência para analisar o caso. Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o jovem portando um fuzil AR-15 (veja abaixo).

Kenosha é a cidade onde, no domingo (23), um policial branco atirou contra um homem negro, Jacob Blake, provocando tumultos e protestos. Manifestantes incendiaram veículos, quebraram janelas e entraram em confronto com policiais pela terceira noite seguida. A polícia não informou se o tiroteio tem relação com os tumultos, mas o New York Times relatou que os tiros foram disparados perto de onde manifestantes estavam reunidos e onde um grupo de homens estava armado.

Blake ficou parcialmente paralítico após o incidente. A mãe dele, Julia Jackson, disse à imprensa na terça-feira que ela se opõe à destruição causada pelos protestos estimulados pelo fato de seu filho ter sido baleado. "Notei muitos danos", disse ela. "Isso não reflete meu filho ou minha família".

Protestos também estão ocorrendo em outras cidades americanas. Em Minneapolis, onde George Floyd foi morto por um policial, manifestantes queimaram uma bandeira dos Estados Unidos e incendiaram o sindicato policial. Pelo menos 11 pessoas foram presas no centro da cidade. Em Nova York, centenas de pessoas marcharam na Quinta Avenida. Em Portland, os manifestantes repetiram em coro o nome de Jacob Blake. Também foram registrados protestos em Los Angeles, San Diego, Des Moines, Denver, Washington e Seattle. Os atletas do Detroit Lions, time de futebol americano, suspenderam os treinos para discutir o caso de Blake.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]