Trump x Biden: eleições dos EUA.
Trump x Biden: eleições dos EUA – quem você quer que ganhe?| Foto: Infografia/Gazeta do Povo

As eleições dos EUA serão realizadas no dia 3 de novembro e os americanos vão às urnas para escolher o presidente do país pelos próximos quatro anos (2021-2024). Democratas (do candidato de oposição Joe Biden) e republicanos (em busca da reeleição com Donald Trump) já estão em campanha. A Gazeta do Povo quer saber sua preferência na disputa dos Estados Unidos. Deixe seu voto na enquete abaixo.

Republicanos ou democratas?

Os republicanos de Donald Trump são o partido conservador americano. Os democratas são o partido progressista americano de Joe Biden, que foi vice-presidente de Barack Obama por oito anos.

Como funcionam as eleições nos EUA?

O vencedor nem sempre é o candidato que tem mais votos. Os candidatos competem por votos no colégio eleitoral. Cada Estado recebe um certo número de votos no colégio eleitoral baseado no tamanho de suas populações. Há 538 votos em disputa — e o vencedor precisa receber 270 deles ou mais. Todos os Estados, com exceção de dois deles (Nebraska e Maine), têm uma regra na qual o vencedor da disputa conquista todos os votos do colégio eleitoral.

Por que as eleições nos EUA são indiretas?

Apesar da consulta popular, a escolha final fica por conta do Colégio Eleitoral, formado por 538 delegados oriundos de todos os estados do país e de Washington D.C.

O número de delegados é proporcional ao tamanho da população do território e ao número de parlamentares desses estados no Congresso. A Califórnia, estado mais populoso, tem 55 delegados.

Por outro lado, sete estados, além do Distrito de Columbia (onde fica a capital), têm apenas o mínimo previsto: três – Alaska, Delaware, Montana, Dakota do Norte, Dakota do Sul, Vermont e Wyoming.

Cada delegado representa um voto no Colégio Eleitoral e, via de regra, “o vencedor leva tudo”. Significa que o candidato que consegue a maioria dos votos populares no estado fica com a totalidade de delegados atribuídos à localidade. As exceções são os estados do Nebraska e Maine, que lançam mão de um sistema proporcional dividido por distritos eleitorais.

Como o vencedor das eleições nos EUA é definido?

Para ser considerado vencedor, o candidato precisa obter os votos de 270 delegados (ou mais). Importante ressaltar que, em tese, os delegados não são obrigados a votar, no Colégio Eleitoral, no candidato que a maioria dos eleitores estaduais escolheram. Na prática, porém, ir contra isso é visto como “infidelidade”.

Às vezes, o sistema de eleição indireta acaba gerando situações peculiares. Na história recente, tem-se como exemplos as eleições de 2000 e 2016, quando os candidatos do Partido Democrata, Al Gore e Hillary Clinton, respectivamente, venceram no voto popular, mas perderam no número de delegados.

Entenda o voto por correio nos EUA

É importante lembrar que, ao contrário do que ocorre no Brasil, o voto não é obrigatório nos EUA.

Em cinco localidades - Colorado, Havaí, Oregon, estado de Washington e Utah - os eleitores já votam quase que exclusivamente por correspondência. Em 29 outros estados e no Distrito de Columbia, onde fica a capital dos EUA, Washington, os eleitores não precisam apresentar justificativa para votar via correio. Nesses lugares, um em cada cinco eleitores optou por essa modalidade nas eleições presidenciais de 2016, segundo a think thank Pew Research Center.

Já em um terço dos estados norte-americanos há a exigência de que o eleitor apresente motivo válido e sério para não poder comparecer presencialmente à urna. Ocorre que ainda não está claro se a pandemia será aceita como justificativa por todas as zonas eleitorais.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]