i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Wikileaks

Equador adverte que situação de Assange em Londres "pode demorar anos"

Rafael Correa indicou que a Justiça sueca, que requer Assange para interrogar-lhe por supostos delitos sexuais, "também pode fazer isso em Londres", na sede diplomática ou via internet

  • PorEFE
  • 18/11/2012 09:11

O presidente do Equador, Rafael Correa, disse neste domingo que o problema do fundador do Wikileaks, Julian Assange, "pode ser solucionado amanhã se o Reino Unido outorgar um salvo-conduto" ao australiano, refugiado na embaixada equatoriana em Londres, ou "pode demorar anos".

Em entrevista à Agência Efe em Barcelona, Correa indicou que a Justiça sueca, que requer Assange para interrogar-lhe por supostos delitos sexuais, "também pode fazer isso em Londres", na sede diplomática ou via internet.

"Não sabemos porque não fazem isso neste caso", declarou o presidente equatoriano, acrescentando que seguem havendo contatos permanentes entre Londres e Quito, mas sem avanços sobre a questão.

Correa revelou, além disso, que nunca falou com Assange desde que este entrou na embaixada do Equador em Londres, onde se refugiou no último mês de junho e obteve o asilo político em agosto.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.