i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Operações Contra o Tráfico

Equador cederá aeroporto em Galápagos para uso militar dos EUA

    • Estadão Conteúdo
    • 18/06/2019 07:13
    Aeronave P3-C Orion
    Aeronave P3-C Orion é um dos modelos que realiza patrulhas no mar equatoriano| Foto: U.S. Navy

    O governo do Equador confirmou nesta segunda-feira (17) que poderá permitir o uso da ilha de San Cristobal, no arquipélago de Galápagos, ao governo dos Estados Unidos para tráfego aéreo.

    O objetivo seria reforçar a fiscalização do tráfico de drogas na região, que segundo afirmação feita na semana passada pelo ministro da Defesa do país, Oswaldo Jarrin, serve de rota naval para transportar carga ilícita.

    Ele negou, porém, que o acordo envolva instalar uma base aérea dos EUA em Galápagos. Ele garantiu que o uso do aeroporto de San Cristobal seria feito ocasionalmente pelas aeronaves americanas. "Será um avião uma vez por mês, no máximo durante três dias (...) para emergência ou reabastecimento", afirmou.

    A proposta de ampliação do aeroporto, que seria custeada integralmente pelo governo dos EUA, seria necessária para comportar os aviões militares utilizados, como o Orion P3. Desde o ano passado, aeronaves como P3 e Awac realizam voos para patrulhar o mar equatoriano, tendo como centro de operações Guayaquil.

    Críticas 

    A iniciativa foi alvo de críticas, tanto no âmbito político quanto na área ambiental. Cerca de 30 pessoas protestaram nesta segunda-feira em frente ao principal edifício do governo federal, contra os riscos ambientais que um aeroporto de grande porte, com fluxo aumentado, poderia causar na ilha. O arquipélago, composto por 13 ilhas principais, foi nomeado Patrimônio Mundial pela Unesco e serve de base para estudos sobre fauna e flora, devido à diversidade de espécies que abriga.

    Críticas também são feitas a possíveis ameaças à soberania nacional do Equador, caso o acordo entre em vigor.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.