i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Acusação de fraude

Estado de Nova York quer dissolver a Associação Nacional de Rifles

    • Estadão Conteúdo
    • 06/08/2020 18:22
    Imagem ilustrativa (Reprodução/Pixabay)
    Imagem ilustrativa (Reprodução/Pixabay)| Foto:

    O Estado de Nova York anunciou nesta quinta-feira (6) que protocolou uma ação contra a Associação Nacional do Rifle (NRA na sigla em inglês) e seu líder Wayne LaPierre por fraude financeira e má conduta. O objetivo do processo é dissolver o grupo.

    "A influência da NRA tem sido tão poderosa que a organização não foi controlada por décadas, à medida que os altos executivos desviavam milhões para o próprio bolso", disse a procuradora-geral de Nova York, Letitia James. "A NRA está repleta de fraudes e abusos, então hoje procuramos dissolver a NRA, porque nenhuma organização está acima da lei."

    Segundo James, LaPierre e três outros altos funcionários da NRA usaram fundos e doações de membros por anos como seu "cofrinho pessoal" e usaram dezenas de milhões de dólares em gastos pessoais e de cúmplices em violação das leis que regem as organizações sem fins lucrativos.

    Em sua defesa, a NRA denunciou a demanda como "um ataque sem base" legal e "premeditado" contra a organização e as "liberdades da Segunda Emenda [à Constituição dos EUA]".

    "É uma tentativa clara de marcar pontos políticos e atacar a principal voz que se opõe à agenda de esquerda. Trata-se de uma tomada do poder por oportunistas políticos, um movimento desesperado que faz parte de uma vingança política nojenta", afirmou a associação em comunicado.

    A organização, que já havia questionado anteriormente James por declarações contra seus membros, garantiu que não será "intimidada" e vai se defender.

    Eric e Donald Trump Junior, filhos do presidente, são membros da NRA. Questionado sobre o processo, Trump disse, na Casa Branca, que se trata de "uma coisa terrível". "Acho que a NRA deveria se mudar para o Texas e levar uma vida muito boa e bonita", sugeriu.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.