i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Protesto anti-governo

Estados Unidos e União Europeia repudiam repressão e prisões em massa em protestos na Rússia

  • PorGazeta do Povo
  • 23/01/2021 19:44
Confronto entre manifestantes e polícia de choque em protestos anti-governo e em apoio ao líder opositor Alexei Navalny em Moscou, Rússia, 23 de janeiro
Confronto entre manifestantes e polícia de choque em protestos anti-governo e em apoio ao líder opositor Alexei Navalny em Moscou, Rússia, 23 de janeiro| Foto: Kirill KUDRYAVTSEV / AFP

O governo dos Estados Unidos e a União Europeia repudiaram a repressão contra manifestantes na Rússia que saíram às ruas neste sábado (23) para exigir a libertação do líder opositor Alexei Navalny.

Mais de 2.800 pessoas foram presas durante os protestos deste sábado em várias cidades russas, incluindo 1.099 em Moscou, segundo o grupo OVD-Info, que monitora prisões políticas na Rússia.

Em comunicado, o novo porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, afirmou que o país "repudia fortemente" as "duras táticas" usadas contra manifestantes e jornalistas em cidades russas neste fim de semana.

"Antes dos eventos de hoje, o governo russo procurou suprimir os direitos de reunião pacífica e liberdade de expressão perseguindo organizadores de protestos, ameaçando plataformas de mídia social e prendendo preventivamente potenciais participantes. Isso se segue a anos de restrições e ações repressivas contra a sociedade civil, a mídia independente e a oposição política", afirma o comunicado.

O Departamento de Estado americano pediu que as autoridades russas libertem os detidos nas manifestações e a "libertação imediata e incondicional" do líder opositor Alexei Navalny. O comunicado ainda pediu a colaboração da Rússia com a investigação da comunidade internacional sobre o envenenamento de Navalny, além de uma "explicação credível" sobre o "uso de arma química em seu território".

Mais cedo, o alto representante da União Europeia para Assuntos Exteriores, Josep Borrell, também condenou as detenções em massa, o "uso desproporcional da força" e o corte de internet e telefonia durante as manifestações. "Nós discutiremos os próximos passos na segunda-feira com os ministros de Relações Exteriores da União Europeia", afirmou o diplomata pelo Twitter.

Os protestos foram convocados por Navalny, principal crítico de Putin, após a sua prisão na semana passada, quando retornava à Rússia pela primeira vez depois de ter sido envenenado em agosto, segundo ele, a pedido do Kremlin.

O grupo de Navalny publicou um vídeo nesta semana com denúncias de corrupção no governo de Putin, que teria construído um luxuoso "palácio" secreto na costa do Mar Negro, segundo os ativistas.

Autoridades russas alertaram as pessoas a não participar dos protestos, dizendo que as manifestações não eram autorizadas e citando risco de transmissão de Covid-19. Os manifestantes, no entanto, desafiaram a proibição e as baixas temperaturas do inverno russo e promoveram atos em diversas cidades.

A Reuters estimou um público de 40 mil pessoas nas ruas em Moscou. As autoridades disseram que apenas 4 mil pessoas se reuniram na capital russa para protestar.

6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 6 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • S

    Saulo Emanuel Freitas de Oliveira

    ± 0 minutos

    Uai ! E desde quando nos EUA voltou a se ter liberdade de pensamento . Os States perderam toda sua credibilidade com uma eleição fraudulenta. Uma nova ditadura surgiu, as dos metacapitalistas americanos .

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • T

      TIAGO

      ± 2 horas

      EUA não condenou nem os protestos violentos contra a própria população e acha que tem moral pra dizer como um governo deve ou não agir.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • M

        Marcus Pinheiro Machado

        ± 3 horas

        EI BOLSONARISTAS! LÁ SÃO TODOS COMUNISTAS??

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • W

          Walter

          ± 5 horas

          Putin está muito preocupado com a opinião dos democratas americanos, que usaram Antifas, Black Lives Matter e grande mídia para elegerem seu presidente... Como diria minha avó, "o sujo falando do mal lavado ...".

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • R

            RPM

            ± 7 horas

            A Rússia está no mesmo nível da China, Cuba, Venezuela etc etc.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • F

              Francisco José Coelho de morais

              ± 8 horas

              Afinal..Acabou o comunismo sob a era Putin ou continua sob a superfície???

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              Fim dos comentários.