O presidente americano Donald Trump discursa a multidão perto da Casa Branca, 6 de janeiro
O presidente americano Donald Trump discursa a multidão perto da Casa Branca, 6 de janeiro| Foto: MANDEL NGAN / AFP
Apuração em andamento
Este conteúdo é sobre um fato que ainda está sendo apurado pela redação. Logo teremos mais informações.

Manifestantes ultrapassaram barreiras de segurança e se aproximaram do Capitólio, sede do Congresso americano, durante sessão conjunta para contar e certificar os votos do Colégio Eleitoral para presidente e vice-presidente dos Estados Unidos nesta quarta-feira (6), segundo imagens nas redes sociais e relatos na imprensa americana.

Segundo o Washington Post, pouco antes das 13 horas (15 horas em Brasília), um grupo com centenas de manifestantes derrubou barreiras de segurança e invadiu a área gramada que cerca a parte de trás do Capitólio. Policiais que faziam a segurança não conseguiram conter o grupo.

A polícia da capital americana ordenou que dois prédios do complexo do Capitólio fossem evacuados.

Por volta de 16 horas (horário de Brasília), o Capitólio entrou em lockdown, pelo aumento da tensão no lado de fora do prédio. Jornalistas relatam que tentaram sair do prédio mas não puderam, porque policiais disseram que o edifício está bloqueado.

Por volta de 16h15min (horário de Brasília), alguns manifestantes conseguiram invadir o Capitólio, o que implicou a suspensão das sessões até que a ordem seja restabelecida. Não se sabe ainda quando os legisladores poderão se reunir novamente para continuar o processo de certificação.

Segundo a CNN americana, Mike Pence foi evacuado do Capitólio, assim como do andar da Câmara dos Representantes.

Segundo a imprensa americana, uma mulher foi baleada dentro do Capitólio. Ela não resistiu os ferimentos e morreu no início da noite. As circunstâncias do incidente não foram ainda reveladas.

Donald Trump gravou um vídeo para pedir calma aos manifestantes e colaborarem com as autoridades. Também o senador Ted Cruz e o vice-presidente, Mike Pence, pediram que os manifestantes mantivessem a paz.

A prefeita de Washington, DC, decretou toque de recolher na cidade a partir das 20 horas (horário de Brasília).

Segundo a secretária de imprensa da Casa Branca, o presidente Donald Trump acionou a Guarda Nacional e outros serviços federais de proteção para restabelecer a ordem no Capitólio.

As autoridades americanas afirmaram que o Capitólio americano já está evacuado e seguro, após os violentos protestos de manifestantes que invadiram o prédio na tarde desta quarta-feira (6).

A presidente da Câmara dos Deputados americana, Nancy Pelosi, afirmou que a sessão conjunta para contar e certificar os votos do Colégio Eleitoral para presidente e vice-presidente dos Estados Unidos será retomada ainda nesta quarta-feira (6).

Os parlamentares pretendem reiniciar a sessão às 22 horas (horário de Brasília).

Veja fotos da invasão:

  • Apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, confrontam policiais do Capitólio dos EUA em 6 de janeiro de 2021, em Washington, DC.(Saul LOEB / AFP)
  • Apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, confrontam policiais do Capitólio dos EUA em 6 de janeiro de 2021, em Washington, DC. (Saul LOEB / AFP)
  • Apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, confrontam policiais do Capitólio dos EUA em 6 de janeiro de 2021, em Washington, DC. (Saul LOEB / AFP)
  • Manifestantes forçam barreiras policiais para tentar entrar no Capitólio. (Olivier DOULIERY / AFP)
  • Apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, confrontam policiais do Capitólio dos EUA em 6 de janeiro de 2021, em Washington, DC. (Win McNamee/Getty Images/AFP)
  • Apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, confrontam policiais do Capitólio dos EUA em 6 de janeiro de 2021, em Washington, DC. (Saul LOEB / AFP)
173 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]