Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

Yokohama - O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, afirmou ontem que os problemas de dívida da Irlanda criaram "uma situação difícil", mas acrescentou que o órgão continua "preparado" para dar suporte ao país se ele solicitar ajuda.

Kahn fez as observações um dia depois de os ministros das Finanças da União Europeia emitirem um comunicado reiterando suas posições de que os atuais detentores da dívida do governo irlandês não serão afetados pelo mecanismo de resolução das crises europeias, acalmando os mercados que foram sacudidos pelos rumores da criação pelos países da zona do euro de um possível pacote de socorro de 80 bilhões de euros para a Irlanda.

Pedido

"Se em algum momento a Irlanda quiser alguma ajuda do FMI, nós estaremos preparados", afirmou Strauss-Kahn, embora tenha dito que ele não recebeu nenhum pedido específico do país.

Ele também declarou que não vê a situação da Irlanda como sendo "a mesma coisa que o problema da Grécia", referindo-se aos esforços combinados da União Europeia e do Fundo para socorrer o país endividado em maio.

"No momento, é uma situação normal", disse Strauss-Kahn, acrescentando que a Irlanda será capaz de encontrar soluções.

Os comentários foram feitos durante um fórum realizado pela Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico (Apec), em Yokohama, no Japão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]