i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Peru

Fujimori é condenado por desviar verba para jornais sensacionalistas

A decisão prevê prisão por oito anos e o pagamento de uma indenização civil de três milhões de sóis (US$ 1 milhão)

  • PorEFE
  • 08/01/2015 16:04
O ex-presidente peruano Alberto Fujimori foi condenado a 8 anos por desviar verba para jornais sensacionalistas | Enrique castro-Mendivil / Reuters
O ex-presidente peruano Alberto Fujimori foi condenado a 8 anos por desviar verba para jornais sensacionalistas| Foto: Enrique castro-Mendivil / Reuters

O ex-presidente peruano Alberto Fujimori foi condenado nesta quinta-feira (8) a oito anos de prisão por desvio de dinheiro público para jornais sensacionalistas, conhecidos no país como "chicha", para que apoiassem sua reeleição em 2000. Fujimori, de 76 anos, foi condenado pelo crime de peculato doloso, e foi inabilitado por três anos de exercer cargos públicos. A decisão ainda prevê o pagamento de uma indenização civil de três milhões de sóis (US$ 1 milhão).

Fujimori disse que não aceita a condenação de "nenhuma maneira" e que apelará a sentença. Enquanto escutava a leitura da decisão, o ex-presidente (1990-2000) escreveu em um papel "que injusta é a sentença", como foi flagrado pela transmissão pela televisão da audiência.

A sentença contra Fujimori começará a ser cumprida em 24 de abril de 2021 e é a quinta ditada contra ele desde sua extradição do Chile em 2007.

Fujimori está preso desde 2009, condenado a 25 anos de prisão por crimes contra a humanidade por causa dos massacres de Barrios Altos e La Cantuta, cometidas pelo grupo militar encoberto Colina, além de pelo sequestro de um jornalista e um empresário.

Apesar desta nova condenação, de acordo com a legislação peruana, Fujimori cumprirá a pena de maior duração, esta de 25 anos. A Quarta Sala Penal Liquidadora considerou provado que Fujimori ordenou o desvio de 122 milhões de sóis (US$ 40,6 milhões) para comprar a linha editorial dos diários "chicha" para que apoiassem sua campanha eleitoral de 2000 e desacreditassem seus rivais políticos.

A filha mais velha dele, Keiko Fujimori, declarou aos jornalistas que "não se apresentou nem uma só prova que evidencie que Fujimori seja autor dos crimes".

Esse desvio já havia sido confirmado por outros tribunais, que condenaram seu ex-assessor Vladimiro Montesinos e ex-chefes militares, e o atual processo buscava determinar o grau de envolvimento do então presidente. Fujimori já havia sido condenado em outros três casos de corrupção.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.