O furacão Félix ganhou força rapidamente neste domingo (2) em sua passagem pelas águas frias do Caribe e pelo norte das Antilhas Holandesas. A previsão é de que se dirija à América Central ou à península de Yucatán, no México.

Seguindo uma rota similar, embora mais ao sul, à do poderoso furacão Dean, o Félix é a segunda tempestade desta temporada de 2007 no Atlântico e estava ao norte de Curaçao às 8h locais (9h de Brasília), segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

No mês passado, o Dean causou pelo menos 27 mortes ao atingir a Jamaica e a península de Yucatán.

Os ventos do Félix ganharam velocidade durante a noite, chegando a 160 quilômetros por hora, o que o coloca na categoria 2 da escala Saffir-Simpson, que vai até 5.

Em meados de agosto, o furacão Dean chegou à categoria 5, a mais destrutiva, igual aos furacões Katrina, Rita e Wilma na temporada de 2005.

O centro de furacões, com sede em Miami, prevê que o Félix chegará à categoria 4, com ventos de 210 quilômetros por hora, dentro de 48 horas, conforme se aproxime de Honduras e da Nicarágua.

Às 9h de Brasília, o centro do furacão estava a 95 quilômetros a noroeste de Aruba.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]