Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Santorum, Romney e Gingrich durante o debate da CNN | Paul J. Richards/AFP
Santorum, Romney e Gingrich durante o debate da CNN| Foto: Paul J. Richards/AFP

O pré-candidato republicano mais bem colocado para disputar a Presidência dos Estados Uni­­dos, Mitt Romney, e seus rivais viveram ontem o último dia de campanha pelas primárias na Carolina do Sul. E muita coisa mudou nos últimos dias. Uma sondagem indicou que Newt Gingrich, ex-presidente da Câ­­mara dos Representantes, ultrapassou Romney nas intenções de voto e agora aparece em primeiro lugar.

Segundo as pesquisas, Gin­­grich teve um desempenho forte no debate de quinta-feira, em Charleston, em relação aos concorrentes. O levantamento feito pela Votação de Política Pública (PPP, na sigla em inglês), apontou Gingrich com 35% das intenções de voto, ante 29% de Romney. O congressista texano Ron Paul e o ex-senador Rick Santorum ficaram empatados em terceiro, com 15% das intenções de voto. "Pela primeira vez na Carolina do Sul, Gingrich superou Romney, com 53% dos eleitores com uma opinião positiva em relação a ele, contra 51% de seu principal concorrente", informou a PPP.

A apresentação dos resultados da pesquisa ocorreu após uma entrevista com a ex-segunda mu­­lher de Gingrich, Marian­­ne, em que ela dizia que ele lhe havia proposto um "casamento aber­­t­­o" nos anos 1990, após manter um caso com uma assessora parlamentar durante seis anos. Marianne também disse que foi abandonada pelo político seis meses após ter contado a ele que ha­­via recebido um diagnóstico de esclerose múltipla, em 2000.

"As revelações feitas pela ex-mulher de Gingrich não interferiram nos resultados desta pesquisa", disse a PPP. Du­­rante o debate, Gingrich negou as acusações e criticou severamente a mídia norte-americana.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]