i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
faixa de gaza

Hamas incinera analgésicos e tributa cigarros

Palestinos estariam usando o remédio de forma recreativa. Ministro da saúde do Hamas informou que foram destruídas 1,7 milhão de pílulas

  • PorAgência Estado
  • 20/04/2010 16:11

O Hamas, que governa a Faixa de Gaza, incinerou nesta terça-feira quase 2 milhões de pílulas de um analgésico que muitos habitantes do território usam de forma recreativa porque dizem que ela os relaxa das privações sofridas.

A destruição das drogas ocorre dias depois de o grupo militante islâmico ter confiscado cigarros das lojas de Gaza para coletar impostos sobre o produto. As duas medidas fazem parte dos esforços do Hamas de aumentar o controle sobre Gaza e impor a severa interpretação do Islã ao empobrecido território onde residem 1,5 milhão de palestinos.

O ministro da Saúde do Hamas, Basim Naim, disse que as autoridades queimaram cerca de 1,7 milhão de pílulas de um remédio chamado tramadol (também vendido no Brasil com o nome de tramal) que foram confiscadas de contrabandistas que as transportam por túneis sob a fronteira com o Egito.

O tramadol é um poderoso analgésico, um opiáceo recomendado para dores de intensidade moderada a grave, que em muitos países não tem a venda controlada. Especialistas dizem que aqueles que param de tomar o remédio após uso regular geralmente desenvolvem sintomas parecidos com gripe ao abandonar seu uso, embora efeitos de longo prazo sejam raros.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.