i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Colômbia

Ingrid diz que não vai processar governo

Betancourt acusa o governo de ter ajudado a facilitar o seu sequestro, afirmando que os guarda-costas que a acompanhavam foram afastados, embora ela fosse uma candidata presidencial, e que não houve autorização para que ela voasse de helicóptero sobr

  • PorAgência Estado
  • 12/07/2010 11:12

A ex-candidata à Presidência e ex-refém das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Ingrid Betancourt, disse que apesar de pedir uma indenização de US$ 6,8 milhões pelos mais de seis anos em que ficou em cativeiro na floresta, não tem intenção de mover uma ação judicial contra o governo colombiano para receber o dinheiro.

Betancourt acusa o governo de ter ajudado a facilitar o seu sequestro, afirmando que os guarda-costas que a acompanhavam foram afastados, embora ela fosse uma candidata presidencial, e que não houve autorização para que ela voasse de helicóptero sobre a estrada controlada pelos rebeldes, onde foi capturada.

A explicação de Betancourt, mostrada na televisão norte-americana em horário nobre no domingo, ocorreu dois dias depois da divulgação de que ela havia aberto um pedido de indenização em 30 de junho. Pela lei, ela tem a opção de processar o governo se não concordar com o valor que julgar aceitável.

A ex-candidata, hoje com 48 anos, destacou durante a entrevista à televisão que sua intenção ao pedir a indenização - tanto para ela quanto para sua mãe e seus dois filhos - foi "abrir o caminho para que outras pessoas que foram sequestradas possam conseguir uma compensação". Segunda ela, "a ideia nunca foi atacar aqueles que me libertaram".

Reação

Os colombianos reagiram com raiva ao anúncio e chamaram a ex-candidata de ingrata. O Ministério da Defesa da Colômbia expressou "surpresa" e "pesar" em relação ao pedido de indenização de Betancourt, em comunicado na sexta-feira. Segundo o documento, Betancourt não tem base para responsabilizar o governo pelo o que aconteceu.

Betancourt, que atualmente divide o seu tempo entre Nova York e Paris, não mencionou outra possível motivação para o seu pedido. Durante seu cativeiro, o presidente Alvaro Uribe recusou a possibilidade de trocar Betancourt e outros reféns das Farc por prisioneiros rebeldes. Isso enfureceu não apenas a mãe de Betancourt, mas parentes de outros reféns da guerrilha.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.