Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Lawmakers Nasser al-Isawi (esq.) and Aqil Abdul-Hussein falam após Parlamento iraquiano aprovar o acordo de segurança | Hadi Mizban / Reuters
Lawmakers Nasser al-Isawi (esq.) and Aqil Abdul-Hussein falam após Parlamento iraquiano aprovar o acordo de segurança| Foto: Hadi Mizban / Reuters

O Parlamento iraquiano aprovou nesta quinta-feira (27) o acordo de segurança com os Estados Unidos que prevê a retirada completa das tropas americanas antes do fim de 2011, informaram fontes oficiais iraquianas. O texto passou por 149 votos dos 198 presentes, e precisava de maioria simples.

O acordo já havia sido aprovado pelo Conselho de Ministros. O texto, com 31 artigos, prevê o que vai acontecer depois do fim do mandato do Conselho de Segurança da ONU para a região, que expira na virada do ano. Ele foi aprovado depois de uma difícil negociação com os EUA, iniciada em março. O acordo agora precisa ser ratificado pelo Conselho Presidencial.

Ele prevê que as tropas dos EUA retirem-se das ruas das cidades e vilas iraquianas até o meio de 2009, e que deixem totalmente o país até o fim de 2011. Neste período, as forças de segurança iraquianas vão retomar gradualmente o controle do país, que ainda enfrenta ataques de insurgentes e atentados quase diários.

Com a redução dramática na violência no país nos últimos 12 meses, o governo iraquiano vem ganhando confiança crescente em sua capacidade de manter a ordem. Forças iraquianas agora estão no comando de todas menos cinco das 18 províncias do país, e foram elas que lideraram a repressão às milícias xiitas este ano.

Mas autoridades iraquianas reconhecem que ainda precisam do apoio militar dos EUA contra militantes sunitas em Bagdá e quatro províncias do norte do país, além de sua ajuda logística e de poder de fogo. Os EUA têm atualmente cerca de 150 mil soldados no Iraque.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]