Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O italiano Mirko di Mario confessou ter assassinado o transexual brasileiro Roberta, informou nesta terça-feira (30) a polícia italiana.

O corpo de Roberta, de 31 anos, foi encontrado com uma profunda facada no tórax, em 24 de novembro, na Via Ribes, periferia de Roma.

O suspeito, segundo a polícia, é um operário de 22 anos com antecedentes criminais ligados ao tráfico de drogas. Ele foi preso na casa de seus pais em Guidona, próximo á capital italiana.

Segundo a polícia, ele tentou esconder a arma do crime, uma faca que ele levava em seu carro.

Di Mario argumentou que esfaqueou o brasileiro para reagir a uma tentativa de assalto, segundo a polícia.

Testemunhas disseram à polícia que Roberta estava no carro de Di Mario no momento da agressão e que ele costumava freqüentar o bairro onde ocorreu o crime.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]