i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
terrorismo

Juiz espanhol acusa dois russos chechenos de terrorismo

Um homem turco, que tinha ligação com os suspeitos, foi acusado de possuir artefatos que supostamente seriam utilizados em um ataque terrorista

  • PorAgência Estado
  • 05/08/2012 17:29

Dois russos, presos por supostamente planejar um ataque à Espanha e a outros países europeus, foram acusados por um juiz espanhol de pertencer a uma organização terrorista. O Juiz Pablo Ruz, da Audiência Nacional, ordenou que os dois homens continuem presos até que se decida a data da próxima etapa do processo judicial, informou em comunicado o Tribunal Superior da Espanha.

De acordo com o texto, Ruz disse que há evidências que vinculam os russos a outras pessoas envolvidas em organizações terroristas. Os dois acusados, de origem chechena, foram levados ao tribunal por veículos escuros, que eram escoltados por policiais encapuzados.

Um homem turco, que tinha ligação com os suspeitos, foi acusado de possuir artefatos que supostamente seriam utilizados em um ataque terrorista. O ministro do Interior, Jorge Fernández Díaz, afirmou que os dois russos são suspeitos de serem membros da Al-Qaeda e disse que o turco é suspeito de ser facilitador do grupo terrorista. Nenhum dos suspeitos teve o nome divulgado.

O turco foi preso na quinta-feira em uma cidade no sul da Espanha, enquanto os russos foram detidos na quarta-feira quando viajavam de ônibus rumo à fronteira com a França. O suspeito turco trabalhou vários anos no ramo da construção em Gibraltar, território britânico localizado no extremo sul da Península Ibérica. A polícia espanhola confiscou o material explosivo que encontrou na casa dele, na cidade de La Línea, fronteira com a colônia britânica. As informações são da Associated Press.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.