i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Sydney

Justiça australiana critica ação dos policiais na morte de brasileiro em Sydney

Apesar disso, a juíza que avaliou o caso não considerou que houve crime e recomendou somente ações disciplinares contra os agentes envolvidos

  • PorAgência O Globo
  • 14/11/2012 04:21

A Justiça da Austrália criticou o comportamento dos policiais que resultou na morte do brasileiro Roberto Laudisio Curti, em Sydney, em março. Apesar disso, a juíza que avaliou o caso não considerou que houve crime e recomendou somente ações disciplinares contra os agentes envolvidos.

Segundo Domingos Laudisio, tio de Roberto que acompanhou o julgamento pela internet, a família do jovem está analisando se vai entrar ou não com recurso contra a decisão:

"Temos que analisar mais a fundo, mas a princípio existe essa possibilidade. A tortura é um crime internacional e ficou plenamente caracterizada nas próprias transcrições das audiências. A prática de uso da dor depois que o indivíduo está contido é considerada tortura pela Convenção das Nações Unidas. Existe espaço para recurso tanto no direito internacional quanto na Justiça Federal australiana", disse Laudisio.

Roberto Laudisio Curti morreu depois de levar descargas elétricas de policiais que o perseguiram depois de uma denúncia de roubo em uma loja de conveniência em Sydney. Os agentes fizeram 14 disparos com pistolas elétricas taser, embora nem todas tenham atingido o estudante brasileiro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.