Com o naufrágio dos planos de reeleição de governadores kirchneristas em três províncias, o presidente argentino, Néstor Kirchner, volta a se esforçar para que oposição e imprensa acreditem que ele abrirá mão de concorrer à reeleição. Segundo o presidente, é a primeira-dama, a senadora Cristina Fernández de Kirchner, 53 anos, que concorrerá à Casa Rosada em outubro de 2007. Seus aliados juram que o plano é sério.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]