Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Mais de US$ 1 bilhão de fundos iraquianos que desapareceram depois da queda de Saddam Hussein foram parar em um bunker no Líbano, sem que se saiba como esse dinheiro chegou até lá, informou neste domingo o jornal "New York Times".

A publicação americana antecipou parte das informações contidas em um livro que será lançado na próxima terça-feira, cujo autor, James Risen, também assina a nota do "NYT".

De acordo com os dados apresentados, entre US$ 1,2 e 1,6 bilhão foram enviados para um bunker situado em um local secreto do Líbano, depois que foram retirados clandestinamente do Iraque.

Os fundos eram iraquianos e procediam de contas, abertas nos Estados Unidos, do governo e do Fundo para o Desenvolvimento do Iraque, criado pela ONU para reter as receitas oriundas da exploração do petróleo desse país e que seriam destinadas à sua reconstrução.

Após a queda do ditador Saddam Hussein, em 2003, dessas contas abertas nos Estados Unidos saíram entre US$ 12 e 14 bilhões que foram enviados, em dinheiro, ao Iraque, além de cerca de US$ 5 bilhões em transferências bancárias.

O destino final de boa parte desse dinheiro é incerto, segundo a informação, devido à extensa corrupção no Iraque e ao caos gerado com a queda de Saddam Hussein e a ocupação militar pela coalizão liderada pelos Estados Unidos.

A informação publicada no "New York Times" tem base em dados fornecidos por Stuart W. Bowen, que em 2004 foi nomeado como inspetor-geral especial para investigar atos de corrupção no Iraque e que manteve esse posto até o ano passado.

Os dados revelados agora por Bowen indicam que ele não conseguiu seguir a pista de bilhões de dólares desses fundos, mas, em 2010, um informante lhe revelou que mais de US$ 1 bilhão chegaram a um bunker secreto no Líbano.

"Não sei como chegou o dinheiro ao Líbano", afirmou Bowen em declarações divulgadas pelo jornal. "Bilhões de dólares foram tirados do Iraque ilegalmente nos últimos dez anos", acrescentou.

Segundo o "NYT", apesar de tanto a CIA como o FBI terem sido informados sobre esses fatos, nenhuma investigação prosperou a respeito porque "era dinheiro iraquiano roubado por iraquianos".

Nem Bowen, nem funcionários de seu escritório puderam chegar ao lugar do Líbano onde foi escondido o dinheiro, em uma zona rural não determinada. O governo de Bagdá foi informado sobre o caso, mas, segundo a nota, nunca deu passos para recuperar os fundos.

Além do dinheiro, acredita-se que havia no local cerca de US$ 200 milhões em ouro.

Bowen acredita que parte desse dinheiro saiu do bunker e não se sabe se ainda há fundos nesse lugar.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]