Uma moção que reconhece o genocídio armênio pelos turcos em 1915, aprovada pelo Senado brasileiro na semana passada gerou uma crise entre Brasil e Turquia. Na segunda-feira, o governo da Turquia informou que chamou de volta a Ancara o embaixador turco no Brasil, Hüseyin Diriöz, para consultas. Segundo o Ministério de Relações Exteriores da Turquia, o embaixador brasileiro em Ancara foi chamado a dar explicações no dia 3.

Ontem, o governo brasileiro lamentou a decisão governo turco de chamar para consultas seu embaixador. Em nota, o governo diz que “mantém a expectativa de que as relações bilaterais com a Turquia, formalmente definidas como estratégicas pelos dois países, possam retornar em breve à plena normalidade”.

O Itamaraty informou que o embaixador turco recebeu, na semana passada, do secretário-geral das Relações Exteriores, embaixador Sergio Danese, “amplas explicações” sobre os procedimentos então em curso no Senado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]