i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Pandemia

Número de mortos pelo coronavírus em todo o mundo ultrapassa os 300 mil

  • PorEstadão Conteúdo e Gazeta do Povo
  • 14/05/2020 20:49
Covas abertas no Cemitério Geral de Santiago, Chile, em meio à pandemia de coronavírus, 14 de maio de 2020. Autoridades ordenaram a abertura de 1.700 covas devido ao possível aumento de mortes por Covid-19
Covas abertas no Cemitério Geral de Santiago, Chile, em meio à pandemia de coronavírus, 14 de maio de 2020. Autoridades ordenaram a abertura de 1.700 covas devido ao possível aumento de mortes por Covid-19| Foto: MARTIN BERNETTI / AFP

Os mortos pela Covid-19 em todo o mundo são agora mais de 300 mil, de acordo com compilação de dados feita pela universidade americana Johns Hopkins. Às 20 horas (de Brasília) desta quinta-feira, 14, a plataforma da universidade contava 301.937 óbitos em decorrência da doença causada pelo novo coronavírus.

O total de casos confirmados de Covid-9 passa de 4,4 milhões no mundo, com 1,5 milhão de recuperados. Devido às diferenças nas formas como os países divulgam os dados da pandemia, e à falta de capacidade de testes diagnósticos para a doença que afeta o mundo de maneira geral, os números reais podem ser ainda maiores.

A marca foi ultrapassada no momento em que nações buscam voltar à normalidade, reduzindo as medidas restritivas impostas para conter a propagação do vírus, mas que também afetam seriamente as suas economias.

O ranking da John Hopkins coloca os Estados Unidos como país que concentra o maior contingente de mortos: são 85.807 desde o começo da pandemia, mais de um quarto das mortes globais. No país, mais de 246 mil pacientes se recuperaram da doença.

Um modelo citado pela Casa Branca estima um total de 146 mil mortes pela doença até agosto no país.

Reino Unido (33.693 óbitos), Itália (31.368 óbitos), Espanha (27.321 óbitos), França (27.428 óbitos), Brasil (13.930 óbitos), Bélgica (8.903 óbitos), Alemanha (7.884 óbitos), Irã (6.854 óbitos) e Holanda (5.609 óbitos) completam a lista das 10 nações com mais mortos em números absolutos.

Na contagem da instituição americana, os Estados Unidos atingiram também a marca de 1,4 milhão de infectados.

O Brasil está em sexto na lista dos países mais afetados pela Covid-19, com 201 mil casos, e também em sexto entre os países com maior número de mortes, com 13.930 óbitos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.