O governo francês decidiu acabar com a entrada gratuita no Louvre no primeiro domingo do mês. A mudança já entra em vigor amanhã, dia 6 de abril.

"Nossos estudos revelaram quem durante o domingo gratuito, a frequência de visitantes estrangeiros aumentava consideravelmente, em particular por causa da iniciativa de agências de turismo que aproveitavam a gratuidade para organizar um grande número de visitas naquele dia", explicaram os responsáveis pelo Louvre. Criada em 1996 por Philippe Douste-Blazy, então ministro da Cultura do presidente Jacques Chirac, a medida visava democratizar o acesso à cultura.

A partir de agora, entre os meses de abril e setembro, considerados de alta temporada em Paris, o acesso gratuito ao Louvre no primeiro domingo de cada mês está cancelado. Nos demais meses, a gratuidade permanece. Porém, uma petição on-line já recolheu milhares de assinaturas pedindo para que a decisão seja revertida.

O ingresso para a exposição permanente do museu custa 12 euros (R$ 37,50).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]