Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Três navios de patrulha chineses entraram novamente neste sábado (6), pelo sexto dia consecutivo, na conflituosa zona contígua às ilhas Senkaku/Diaoyu, administradas de fato pelo Japão e reivindicadas pela China, informou a guarda litorânea japonesa. Durante a manhã deste sábadp(6), três embarcações chinesas foram avistadas em águas próximas às ilhas Kuba e Uotusri, duas das cinco que formam o pequeno arquipélago, informou a agência "Kyodo".

Além disso, outros navios chineses entraram e abandonaram a zona horas antes. Desde a última segunda-feira, a China mantém vários navios de patrulha posicionados na zona contígua às ilhas Senkaku/Diaoyu e, em algumas ocasiões, eles entram em águas territoriais das ilhas que o Japão vigia com embarcações da sua Guarda Litorânea.

A entrada das embarcações em território que o Japão considera seu motivou a queixa de Tóquio, que, em palavras de seu chanceler, Koichiro Gemba, "não irá ceder", apesar da tensão e da importância das relações bilaterais com a China, principal destino das suas exportações.

O conflituoso arquipélago, desabitado e com uma superfície de pouco mais de sete quilômetros quadrados, é um foco histórico de tensão entre os dois países, reavivado após o Japão anunciar em setembro a compra de três de suas ilhas junto a um proprietário privado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]