i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Serviço

O atrito comercial entre EUA e França | Entenda em 1 Minuto

    • Por Gazeta do Povo
  • 03/12/2020 10:40

Os Estados Unidos podem começar um novo atrito comercial, mas dessa vez com países europeus, em específico, a França. Saiba mais sobre esse desentendimento entre os dois países.

Quais as consequências de um possível atrito comercial entre EUA e França

A França aplicará um imposto sobre as grandes empresas do setor digital, conforme anunciado pelo seu Ministério da Economia no dia 25 de novembro.

E essa tarifa, chamada de imposto digital, se aplicará às grandes multinacionais, incluindo as empresas americanas, como Facebook, Google, Amazon e Apple.

De acordo com o jornal britânico Financial Times, Facebook e Amazon inclusive já teriam recebido uma notificação para realizarem o pagamento que deve começar a partir de dezembro.

O argumento para a medida é que as empresas de tecnologia pagam pouco impostos sobre os lucros que obtêm, porque eles declaram em países de baixa tributação, como Irlanda e Holanda.

O desentendimento começou ainda em 2019, quando a França aprovou o imposto de 3% sobre os gigantes digitais. Em resposta, o presidente Donald Trump ameaçou taxar em 100% produtos franceses, como queijo e vinho. A sobretaxa dos produtos pode chegar ao valor de 1,3 bilhão de dólares.

Essa medida não seria novidade para a gestão de Trump, que já aumentou os impostos em 25% nos vinhos franceses, em retaliação aos subsídios recebidos pela fabricante europeia de aviões, a Airbus.

Em janeiro deste ano os países combinaram uma trégua, enquanto a OCDE tentava negociar o imposto global sobre as multinacionais. Porém, as negociações falharam em outubro, anulando a trégua.

Conteúdo editado por:Jenifer Ribeiro dos Santos
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.