Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

Dia dos namorados

Os sete lugares mais românticos do mundo

Em Veneza, uma ponte pode garantir amor eterno. Em Moscou, cadeados selam a relação. Confira este roteiro de lugares ideais para os apaixonados

  • Gazeta do Povo
Ponte dos Suspiros, em Veneza, Itália | lk/ANDREA PATTARO
Ponte dos Suspiros, em Veneza, Itália lk/ANDREA PATTARO
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Neste mês os românticos de todo o mundo perderam um dos seus endereços mais tradicionais: a Pont Des Arts, em Paris. A prefeitura optou por remover os “cadeados do amor” que casais colocavam na estrutura (um ato símbolo para “trancar” a relação) devido ao peso, que ameaçava derrubar a grade de proteção.

Apesar disso, não faltam pontos turísticos tradicionais onde apaixonados de todo o planeta costumam selar a sua relação -- alguns deles cercados de lendas que garantem “amor eterno” aos casais que cumprirem certos rituais.

Nesta lista, você confere o roteiro com algum destes endereços.

Ponte dos Suspiros (Veneza, Itália)

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2015/06/18/Mundo/Imagens/Cortadas/Ponte_dei_Sospiri_din_Venetia-Wikimedia-commons-kSDH-ID000002-1024x768@GP-Web.jpg
Wikimedia.org

Veneza, na Itália, é um lugar óbvio para apaixonados. Esta construção do século 15, no entanto, eleva o romance à máxima potência -- embora tenha sido criada, na verdade, como uma passagem de prisioneiros.

O fato é que, de acordo com uma antiga lenda, casais apaixonados que se beijarem ao passar de gôndola por baixo da Ponte dos Suspiros garantem o almejado eterno amor.

Parque del Amor (Lima, Peru)

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2015/06/18/Mundo/Imagens/Cortadas/Parque_del_Amor-kj4E-U101201951442MWD-1024x768@GP-Web.jpg
Wikimedia.org

A bela vista do Pacífico, no bairro turístico de Miraflores, é um convite ao romance. O local reúne todos os dias muitos casais que querem assistir ao pôr-do-sol multicolorido do Peru.

Não bastasse, no centro do parque há uma escultura chamada “El Beso”, uma homenagem aos apaixonados.

Sacada de Julieta (Verona, Itália)

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2015/06/18/Mundo/Imagens/Cortadas/Sacada-Julieta-Flickr-kj4E-U101201951442lcH-1024x698@GP-Web.jpg
Wikimedia.org

As discussões sobre se a obra mais famosa do dramaturgo britânico William Shakespeare, “Romeu e Julieta”, é ficcional ou não se arrastam ao longo dos séculos. Mas, o fato é que a cidade de Verona, onde se passa a trama, abraçou a tragédia romântica. Tanto que criou pontos turísticos que remetem à história.

Um deles é esta sacada, que representa o local onde Julieta flertava com seu amado. E é um local cultuado pelos apaixonados, que, além de visitarem a construção, deixam mensagens e cartas de amor coladas às paredes. Um gesto romântico, mas que já foi condenado pela prefeitura da cidade.

The Kissing Bridge (Ontario, Canadá)

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2015/06/18/Mundo/Imagens/Cortadas/KissingBridge-Wikipedia-kj4E-U101201951442nVE-1024x735@GP-Web.jpg
Wikimedia.org

O nome verdadeiro desta ponte coberta é West Montrose. Mas o que pegou mesmo é Kissing Bridge (ponte do beijo, em tradução livre). Isso porque diz a lenda que os apaixonados terão amor eterno se derem um beijo ao atravessar a estrutura, construída em 1881.

Weidendammer Bridge (Berlim, Alemanha)

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2015/06/18/Mundo/Imagens/Cortadas/Berlin-Mitte,_view_from_the_Weidendammer_bridge_to_east-kj4E-U101201951442cu-1024x683@GP-Web.JPG
Wikimedia.org

Apesar de nunca ter sido tão badalada quanto sua versão francesa, a ponte dos apaixonados alemã também é referência para casais do mundo todo.

Na Weidendammer, os cadeados riscados com as iniciais dos apaixonados enfeitam a vista do rio Spree, na área central de Berlim.

A prefeitura, no entanto, remove boa parte das peças com frequência. Se os relacionamentos se abalam por conta disso é um mistério...

Hôtel de Ville (Paris, França)

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2015/06/18/Mundo/Imagens/Cortadas/HotelVilleParis-kj4E-U101201951442tdE-1024x681@GP-Web.JPG
Wikimedia.org

A charmosa capital francesa é um deleite para os apaixonados. E a Torre Eiffel dispensa comentários de tão óbvio destino que é.

Mas, além dela, há outros endereços para os apaixonados. E muitos deles visitam este prédio, atualmente usado pela prefeitura da cidade, com um objetivo claro.

Na década de 1920, o fotógrafo Robert Doisneau captou o beijo de um casal em frente à construção para uma reportagem da revista “Life” sobre romance na capital francesa.

A foto foi premiada e é até hoje uma das mais famosas no mundo todo. No começo dos anos 2000, chegou a ser leiloada por milhares de euros.

Tanto que serve de inspiração para muitos casais, que diariamente tentam reproduzi-la -- mesmo décadas depois da publicação.

Árvores de cadeados (Moscou, Rússia)

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2015/06/18/Mundo/Imagens/Cortadas/Cadeados-Moscou-kj4E-U101201951442YTG-1024x683@GP-Web.jpg

Os russos também amam, é claro. E em Moscou está um dos monumentos mais românticos do mundo: uma linha de árvores de cadeados. A tradição é a mesma das versões em outros cantos do mundo: casais apaixonados e muitos recém-casados visitam o lugar para colocar as peças com suas iniciais e “trancar” (em um sentido positivo) a relação.

o que você achou?

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Mundo

PUBLICIDADE