Uma audiência provincial de Madri condenou ontem a dois anos de prisão um padre de 74 anos que, segundo essa corte, abusou sexualmente de um menor de idade entre 1999 e 2001. O padre poderá recorrer da sentença no Tribunal Supremo da Espanha. Além da pena, está prevista uma indenização de 30 mil euros ao menor por danos morais e materiais causados pelos atos do sacerdote. O arcebispado de Madri foi declarado responsável civil subsidiário.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]