i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Terror

Polícia alemã prende dois suspeitos salafistas

  • PorReuters
  • 16/01/2015 06:00

A polícia alemã informou nesta sexta-feira que prendeu duas pessoas durante operação em 12 casas e uma mesquita ligadas a radicais islâmicos salafistas, pouco após a polícia da Bélgica ter matado dois homens em uma ação similar contra um grupo militante islâmico.

As prisões aconteceram após investigações que ocorreram ao longo de vários meses sobre cinco cidadãos turcos com idades entre 31 e 44 anos, suspeitos de "preparar uma série de atos de violência contra o Estado na Síria" e lavagem de dinheiro, disse a polícia.

Um porta-voz policial disse que os suspeitos provavelmente fazem parte de uma célula extremista que tem recrutado combatentes para a Síria. Martin Steltner, da procuradoria pública, disse que as operações não têm relação com os ataques de militantes islâmicos em Paris na semana passada.

"Deve ficar muito claro que não há ligação com os ataques em Paris e que não há indicações de que havia ataques planejados na Alemanha", disse Steltner.

Cerca de 250 policiais participaram da operação em Berlim.

Na quinta-feira, a polícia belga matou a tiros dois homens que abriram fogo contra policiais durante uma de várias ações contra um grupo de militantes islâmicos acusado pela procuradoria federal de estar prestes a realizar "ataques terrorista de grande escala".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.