i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
SEQUESTRO

Polícia mata sequestrador de ônibus nas Filipinas; sete reféns são mortos

  • PorAgência Estado
  • 23/08/2010 08:07
Polícia mata ex-agente que sequestrou ônibus com turistas nas Filipinas | Erik de Castro/Reuters
Polícia mata ex-agente que sequestrou ônibus com turistas nas Filipinas| Foto: Erik de Castro/Reuters
  • Sequestrador observa ação dos policiais

O sequestrador de um ônibus com 25 passageiros nesta segunda-feira, em Manila, nas Filipinas, foi morto quando a polícia invadiu o veículo, de acordo com informações do superintendente da polícia do país, Nelson Yabut. Foram ouvidos tiros, mas até o momento não há informações sobre outras vítimas.

De acordo com hospitais filipinos, sete reféns morreram. Com isso, o número de mortos até agora no incidente é de oito pessoas.

O Hospital de Manila informou que recebeu cinco reféns, mas que dois já chegaram mortos. Os outros três não apresentavam ferimentos. Já os médicos do Hospital Manila Doctors informaram que receberam quatro mortos, além de uma mulher ferida em estado grave. O Hospital Geral das Filipinas afirmou que dois reféns foram levados à instituição com vida.

O sequestro começou às 9h locais (22h de domingo no horário de Brasília). Armado com um fuzil e uma pistola, o sequestrador já havia libertado inicialmente oito passageiros, dentre eles três crianças. Ele negociava sua absolvição ante as acusações que pesam sobre ele.

A polícia o identificou como Rolando Mendoza, 55 anos, antigo inspetor com patente de capitão, afastado da corporação em 2008 após ser acusado de roubo, extorsão e tráfico de drogas. Mendoza também pedia para ser readmitido na corporação.

A polícia de Manila disse que a maioria dos passageiros do ônibus eram chineses. Após várias horas da crise, policiais filipinos cercaram o ônibus sequestrado. Antes, haviam disparado nos pneus para impedir a movimentação do veículo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.