i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
oposição

Primeiro-ministro opositor sírio abre consultas para formar Governo

Em comunicado, a CNFROS explicou que foram criados comitês que deverão atrair candidatos "com experiência" para desempenhar os cargos deste Executivo interino

  • Porefe
  • 06/04/2013 09:49

O primeiro-ministro do Governo provisório formado pela oposição síria, Ghassan Hitto, abriu consultas para escolher os ministros de seu gabinete, que será formado por 11 pastas, informou neste sábado a Coalizão Nacional Síria (CNFROS).

Em comunicado, a CNFROS explicou que foram criados comitês que deverão atrair candidatos "com experiência" para desempenhar os cargos deste Executivo interino, que pretende administrar os assuntos das zonas liberadas pelos rebeldes e da oposição no exílio.

No entanto, a coalizão deixa claro que esse gabinete "operará desde dentro do território sírio".

Os ministérios que comporão o gabinete são: Defesa, Interior, Exteriores, Administração Local, Economia e Recursos Públicos, Educação, Agricultura e Recursos Hídricos, Saúde, Infraestrutura e Transportes; Ajuda, Deslocados e Refugiados, e Justiça.

Para concorrer a estes postos, foram fixados alguns requisitos, como ter nacionalidade síria, ser maior de 35 anos, não ser um pilar do regime nem ter cometido crimes contra o povo, ou estar disposto a trabalhar dentro da Síria.

A coalizão foi criticada frequentemente no país por não representar de forma suficiente os grupos da oposição e por estar desvinculada da realidade dentro do território, além de ser supostamente controlada por potências estrangeiras como a Turquia, Catar e Arábia Saudita.

Este descrédito da CNFROS foi em paralelo ao aumento de poder das diferentes milícias rebeldes que lutam contra o Exército sírio, juntados em facções que vão desde os "jihadistas" radicais até os combatentes laicos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.