i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Olof Palme

Promotores identificam homem que matou premiê sueco há 34 anos

    • Gazeta do Povo
    • 10/06/2020 09:32
    olof palme
    Foto tirada em 12 de dezembro de 1983 mostra o então primeiro-ministro sueco Olof Palme| Foto: Divulgação/nders HOLMSTROM / TT News Agency / AFP

    Promotores suecos revelaram nesta quarta-feira (10) o nome do homem que, acreditam, matou Olof Palme em 1986, que na época era primeiro-ministro da Suécia. O suspeito é Stig Engstrom, um designer gráfico conhecido como "Skandia Man", que se matou em 2000. Os promotores acreditam que foi ele quem atirou em Palme, pelas costas, enquanto o premiê voltava do cinema para casa com sua esposa, em uma movimentada rua de Estocolmo. Como Engstrom já morreu, a justiça encerrou o caso.

    Os promotores chegaram a esta conclusão ao analisar os depoimentos de Engstrom à polícia na época do assassinato. "Como ele agiu foi como acreditamos que o assassino teria agido", disse Krister Petersson, chefe da promotoria. A acusação examinou o passado do suspeito e descobriu que ele estava acostumado a usar armas, já que havia servido no exército e participava de um clube de tiro, e tinha problemas com álcool e dívidas. Os promotores também afirmaram que pessoas próximas a Engstrom contaram que ele tinha uma visão negativa de Palme.

    Engstrom trabalhava na companhia de seguro Skandia, em um prédio perto de onde Palme foi morto, e estava presente na cena do assassinato, segundo a polícia, que o interrogou diversas vezes. Ele só foi reconhecido como um suspeito 18 anos após a morte do então primeiro-ministro, devido à investigação de um jornalista.

    A arma de assassinato não foi encontrada e nenhuma nova evidência forense foi descoberta. Os promotores também não conseguiram identificar exatamente qual foi o motivo do assassinato.

    2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 2 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • S

      Sr. Walker

      ± 0 minutos

      Que rapidez na investigação! Certeza que isso não se passou aqui no Brasil? Olha lá hem?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Z

        Zyss

        ± 5 horas

        Foto do George soros?

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        Fim dos comentários.