O estado de saúde do rei Juan Carlos da Espanha evolui "de forma muito propícia" após a cirurgia no quadril à qual se submeteu na última sexta-feira, de acordo com o boletim médico divulgado nesta segunda-feira pelo hospital madrilenho onde o monarca está ingressado.

O rei - segundo o documento lido pelo diretor do Hospital Quirón San José, Javier de Joz -, após apresentar um "avanço muito grande" na última sessão de fisioterapia, "se levanta e caminha com autonomia pelo quarto".

O médico acrescentou que Juan Carlos I "continua descansando à noite e prossegue com seu programa de recuperação avançada".

Na manhã de hoje, o rei passou por uma exame que comprovou que a inflamação inicial desapareceu, de modo que "a evolução da incisão cirúrgica é correta", permitindo à equipe médica "intensificar o programa de recuperação".

O rei foi operado para a implantação de uma prótese no quadril esquerdo, que sofre de artrose e, além de fortes dores, causava problemas de mobilidade ao monarca.

Esta foi a terceira operação deste tipo à qual Juan Carlos se submeteu. No dia 14 de abril deste ano, ele recebeu a implantação de uma prótese semelhante, no quadril direito, e dias depois foi operado devido a uma luxação.

Ontem, o monarca recebeu a visita do presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, e de vários membros da família real, incluindo a de seu genro Iñaki Urdangarin, marido da infanta Cristina, que não era visto publicamente junto com os familiares há mais de um ano, após ter sido acusado de participação em um suposto caso de corrupção.

Os médicos ainda não disseram quando o rei vai receber alta, mas o traumatologista responsável pela operação, Ángel Villamor, disse no sábado, após a cirurgia, que isso deve acontecer no fim desta semana, e que a recuperação completa deve durar um mês

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]