i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Saúde

Reino Unido confirma 1.º caso de vaca louca em hemofílico

  • PorFolhapress
  • 17/02/2009 21:08

Londres - A Agência de Proteção da Saúde (HPA, em inglês) do Reino Unido confirmou ontem o primeiro caso em uma pessoa hemofílica da doença de Creutzfeldt-Jakob, variante humana do mal da vaca louca.

Segundo a HPA, o caso foi detectado em uma autópsia feita em um homem de 70 anos que tinha recebido transfusões antes de 1999, quando foram introduzidas no Reino Unido normas mais estritas do controle do sangue para evitar o contágio.

O homem morreu por outras causas e não devido ao fato de ter a variante Creutzfeldt-Jakob da doença, esclareceu a HPA, que tem uma lista de 4 mil hemofílicos no país que foram advertidos do risco de estarem infectados.

Esta é a primeira vez que a variante humana da doença da vaca louca foi detectada em um dos milhares de hemofílicos que receberam transfusões antes de 1999 e aos quais as autoridades sanitárias garantiram que o risco de desenvolver a doença era muito baixo.

"Esta nova descoberta pode indicar que o que até agora era um risco teórico seja realmente um risco real para determinados indivíduos que receberam plasma e sangue, embora o risco continue sendo baixo", disse à BBC o professor Mike Catchpole, membro da agência estatal Centre for Infections.

Atualmente, não existe um exame médico que possa detectar o mal da vaca louca, e os especialistas lembram que, mesmo que seja possível detectar com antecipação, também não há remédio para curar a doença.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.