i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Parlamento do Mercosul

Requião quer suspensão do Paraguai do Parlasul

O senador Roberto Requião, presidente da Comissão Conjunta do Mercosul colocará deve oficializar a suspensão do Paraguai na reunião de terça-feira

  • PorAgência Brasil
  • 25/06/2012 13:35

O presidente da Comissão Conjunta do Mercosul, senador Roberto Requião (PMDB-PR), quer a suspensão do Paraguai no Parlasul, parlamento representado por deputados e senadores do Uruguai, Paraguai, Brasil e Argentina. Na reunião da comissão brasileira, na terça-feira (26), às 14h30, o senador colocará em debate o impeachment do ex-presidente Fernando Lugo e oficializará essa proposta.

No domingo (24), o país foi suspenso do Mercosul, bloco formado pelos mesmos países do Parlasul. Para Requião, o impeachment de Lugo, aprovado pelo Congresso, é uma demonstração evidente de ruptura do Estado Democrático de Direito, cláusula fundamental imposta pelo Acordo de Adesão ao Mercosul.

Roberto Requião destacou que os liberais não governam o Paraguai há 72 anos e o impeachment de Fernando Lugo abriu espaço para a retomada do poder com a posse do vice-presidente e representante do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), Federico Franco.

"Isso vem de tempo. O que aconteceu não foi tão extraordinário", disse Requião à Agência Brasil. Na opinião do Parlamentar brasileiro, o partido do então vice-presidente já preparava um golpe de Estado e só esperou o momento certo para ter um pretexto.

A comissão conjunta brasileira delibera semanalmente, no Senado, propostas para serem levadas às reuniões do Parlasul. No dia 2 de julho, está agendado um encontro do parlamento, em Montevidéu, sede do Parlasul. Para concretizar sua defesa, Requião terá que contar com o apoio unânime dos integrantes da comissão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.