i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Questão Nuclear

Retomadas negociações multilaterais sobre a Coréia do Norte

  • PorEFE/O Globo Online
  • 18/12/2006 05:05

As negociações multilaterais entre Estados Unidos, as duas Coréias, China, Rússia e Japão para tentar solucionar a questão nuclear norte-coreana foram retomadas nesta segunda-feira, após mais de 13 meses da paralisação motivada pelos desacordos entre Washington e Pyongyang, informou o Ministério das Relações Exteriores chinês.

Os negociadores dos seis países, que chegaram em Pequim no fim de semana e realizaram reuniões bilaterais na capital chinesa, começaram nesta manhã as conversas na residência de Chefes de Estado de Diaoyutai, onde o encontro acontece desde 2003.

O negociador chinês Wu Dawei, vice-ministro das Relações Exteriores, destacou que a rodada atual está focada em buscar o desenvolvimento dos acordos de setembro de 2005, nos quais a Coréia do Norte concordou em desmantelar seu programa nuclear em troca de ajudas econômicas e garantias de segurança.

No entanto, antes de conversar sobre os acordos de 2005 o regime de Pyongyang quer que os Estados Unidos retirem as sanções econômicas impostas nesse mesmo ano. No final de 2005, os EUA bloquearam contas norte-coreanas no Banco Delta Asia de Macau por suspeitar que elas eram utilizadas para o contrabando e falsificação de dólares, uma medida que motivou a saída norte-coreana das conversas por mais de um ano.

Na véspera das conversas, o chefe da missão norte-coreana, Kim Kye-gwan, assegurou que seu governo está disposto a negociar todos os pontos, exceto as armas nucleares. Por sua vez, o negociador americano, Christopher Hill, exigiu que Pyongyang leve mais a sério a questão da desnuclearização.

Em 9 de outubro, a Coréia do Norte testou com sucesso sua primeira bomba atômica e se transformou em potência nuclear, o que motivou a condenação da comunidade internacional e a aprovação de uma resolução das Nações Unidas que impunha sanções econômicas a Pyongyang.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.