Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, indicou François Fillon para ocupar novamente o cargo de primeiro-ministro e pediu mudanças no gabinete do país. Fillon havia renunciado no sábado à noite em meio ao clamor popular para que sejam feitas mudanças no governo. Em um comunicado, ele afirmou que esta "nova fase" terá como foco o crescimento econômico e a criação de empregos, a solidariedade e a segurança.

A renúncia de Fillon foi uma formalidade que permitiu ao chefe de Estado francês escolher novos ministros sem precisar demitir a equipe existente. Em junho, o partido de Sarkozy afirmou que ele pretendia fazer alterações no governo assim que fosse adotada a reforma no sistema de previdência da França, que eleva a idade mínima de aposentadoria de 60 para 62 e institui outras medidas.

A reforma tornou-se lei na última quarta-feira após semanas de protestos no país, que incluíram greves em refinarias e em armazéns de petróleo.

A França teve diversas minirreformas no governo durante o mandato de Sarkozy, a última delas ocorrida em março. As maiores mudanças ocorreram em junho de 2007, um mês depois de ele assumir a presidência, e foram provocadas por uma derrota nas eleições legislativas. As informações são da Associated Press.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]