i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Tragédia na Espanha

Sob custódia, condutor de trem espanhol deixa hospital

Francisco Garzón, de 52 anos, recebeu tratamento para um ferimento na cabeça. Ele se recusou a dar declarações para a polícia na sexta-feira

  • PorReuters
  • 28/07/2013 06:26

O condutor do trem espanhol que descarrilou em alta velocidade, matando 78 pessoas, foi liberado do hospital neste sábado (27), mas permanece sob custódia da polícia antes de se apresentar perante um juiz para responder a um interrogatório.

Francisco Garzón, 52, recebeu tratamento para um ferimento na cabeça em consequência do acidente de quarta-feira (24). Ele se recusou a dar declarações para a polícia na sexta.

"Ele foi preso sob acusação de homicídio por imprudência", disse o ministro do interior espanhol, Jorge Fernández Diaz, em um quartel da polícia em Santiago de Compostela, cidade próxima do local onde ocorreu o descarrilamento.

A polícia já havia afirmado que Garzón, que está detido desde quinta-feira, era suspeito de "imprudência" por dirigir o trem em uma velocidade alta demais em uma curva nas imediações de Santiago.

Os sobreviventes e famílias das vítimas do acidente de trem mais grave em décadas na Espanha estavam desesperados por respostas três dias depois de o trem descarrilar em uma acentuada curva, tendo se chocado contra uma parede de concreto.

Vários corpos ainda não tinham sido identificados e dezenas de feridos estavam no hospital em condições graves de saúde.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.