Navios revirados no porto de Coquimbo, uma das regiões atingidas pelo terremoto | STRINGER/REUTERS
Navios revirados no porto de Coquimbo, uma das regiões atingidas pelo terremoto| Foto: STRINGER/REUTERS

O governo chileno retirou na manhã desta quinta-feira (17) o alerta de tsunami, decretado na noite de quarta-feira (16) após um terremoto de magnitude 8,3 atingir a região central do país, incluindo a capital Santiago.

O Ministério do Interior elevou para 11 o número de mortos. Uma pessoa está desaparecida. Quatro das vítimas sofreram problemas cardíacos após o sismo. Cerca de um milhão de pessoas tiveram que deixar suas casas.

“Eu pensei que fosse o fim do mundo e que nós fossemos morrer”, disse com os olhos embargados Manuel Moya, 38, que dormiu ao lado de sua mulher do lado de fora de sua casa destruída na cidade de Illapel, a 55 quilômetros do epicentro.

Veja imagens do Chile após abalos.

Falando ao vivo na tevê, a presidente Michelle Bachelet afirmou que pretende viajar às áreas afetadas nas próximas horas, mas não revelou o itinerário. Ela também decretou estado de catástrofe nas regiões próximas ao epicentro do tremor.

O porto de Coquimbo sofreu danos severos e está inoperante devido ao sismo, informou o ministro do Interior, Jorge Burgos.

A direção do aeroporto de Santiago informou que o terminal não interrompeu suas atividades, e o metrô da capital chilena estava com velocidade reduzida apenas por precaução.

“Mais uma vez nós devemos enfrentar um poderoso golpe da natureza”, disse Bachelet, que estava em sua casa no momento do terremoto.

Força do sismo

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, o epicentro do abalo foi registrado às 19h54 (mesmo horário em Brasília) a 8 km de profundidade, no litoral próximo a Canela Baja, na região de Coquimbo, 293 km ao norte da capital.

Terremoto interrompe programa ao vivo de tevê na Argentina; assista

Um programa de tevê argentino registrou ao vivo o momento do forte terremoto de magnitude 8,3 que teve como epicentro a região de Coquimbo, no Chile, mas que também foi sentido em diversos países vizinhos.

Leia a matéria completa

Minutos depois, foram registradas duas réplicas, de magnitudes 6,2 e 6,4, na mesma região. Além de Coquimbo e Santiago, o tremor também foi sentido nas regiões chilenas de Valparaíso, Atacama, Maule e Bío-Bio.

Do lado argentino da fronteira, os moradores das províncias de Mendoza, San Juan, La Rioja e Catamarca sentiram o terremoto com mais intensidade. O aeroporto de Mendoza chegou a ser fechado. Há relatos de que o temor foi sentido até na capital Buenos Aires.

O Escritório Oficial de Emergência (Onemi) e os Carabineiros (a polícia militar chilena) retiraram os moradores da região costeira de suas casas. O Parlamento, em Valparaíso, também foi esvaziado.

Segundo o Sistema Nacional de Alarme de Maremotos, a variação no nível das marés foi de 4,2 metros em Coquimbo, de 1,7 metro em Valparaíso e 0,8 metro em Constitución. Ainda não se sabe se as ondas provocaram danos graves. Houve relatos de alagamentos e cortes de eletricidade em áreas costeiras na região de Coquimbo.

A direção do aeroporto de Santiago informou que o terminal não interrompeu suas atividades, e o metrô da capital chilena estava com velocidade reduzida apenas por precaução.

Em 27 de fevereiro de 2010, um terremoto de magnitude 8,8 seguido por um tsunami deixou mais de mil mortos em todo o país.

Paranaense no Chile relata momento do terremoto

A jornalista Amábyle Sandri estava em um metrô no momento do tremor que atingiu 8,3 graus e disse que ao deixar o transporte havia muita gente nas ruas

Leia a matéria completa

Paraná

O terremoto foi sentido por moradores de Cascavel, no Oeste do Paraná. Meia hora antes de a notícia chegar ao Brasil, a internauta Cristina Lombardi Ferreira Medeiros perguntou pela rede social Facebook se alguém tinha sentido um tremor. Imediatamente outros internautas começaram a postar que sentiram a vibração.

De acordo com Cristina, que mora no 5º andar de um edifício na região central da cidade, o tremor foi sentido pouco antes das 20 horas. Ela conta que estava sentada à mesa de jantar com o marido, o médico Cleverson Medeiros, quando os lustres começaram a balançar. “Estávamos na mesa de jantar e ele sentiu uma tontura. Aí olhamos para o vaso de flores e estavam balançando, as chaves na porta, os lustres”, conta. Segundo ela, os objetos ficaram balançando por aproximadamente três minutos.

Vídeo mostra tremor em terraço de Santiago durante terremoto

Um vídeo publicado no Youtube mostra os reflexos do terremoto que atingiu o Chile na noite desta quarta-feira (16) sentidos do terraço de um hotel da capital Santiago.

Leia a matéria completa

No mesmo horário, uma moradora do oitavo andar de um edifício central da cidade, ligou para o Corpo de Bombeiros e informou que sentiu o prédio balançar. “Ela disse que sentiu um tremor, ficou bem assustada, mas nem chegamos a deslocar equipe”, contou um bombeiro de plantão.

Esta não é a primeira vez que moradores de Cascavel relatam que sentiram reflexos de terremotos em países vizinhos. Em fevereiro de 2013, quando ocorreu um abalo sísmico na Argentina, cerca de 20 pessoas ligaram para os bombeiros. Em 2010 quando também ocorreu um tremor no Chile, dezenas de moradores relaram que sentiram seus apartamentos balançarem.

São Paulo

Reflexos do terremoto foram sentidos na cidade de São Paulo.De acordo com a cirurgiã-dentista Simone Borges, 38, o tremor atingiu com força o prédio onde ela mora, no bairro Morro dos Ingleses, próximo à avenida Paulista.

“Moro no último andar do meu prédio, o 15º. A gente saiu de casa porque tremeu muito, meu lustre está balançando, tomei muito susto e cheguei a achar que fosse problema na estrutura do prédio”, narra Simone.

“Outras amigas no Whatsapp falaram que elas tinham sentindo no prédio delas também, então não é uma coisa localizada”, acrescentou a cirurgiã-dentista.

Veja imagens postadas nas redes sociais da destruição causada pelo terremoto

O forte abalo sísmico que atingiu o Chile na noite desta quarta-feira (16) causou estragos em muitas cidades.

Leia a matéria completa

No Twitter, várias pessoas relataram ter sentido o abalo sísmico, principalmente na região da avenida Paulista.

Na universidade Anhembi Morumbi, também na av. Paulista, alunos do décimo primeiro e décimo segundo andar do prédio se queixaram de tontura. Como comentaram no mesmo momento, por volta das 20h, a segurança foi acionada.

Os bombeiros informaram minutos depois que os tremores foram percebidos em outra unidade da universidade, na avenida 13 de Maio.

Alunos de marketing, Jessica, Marie e Thiago contam que a trepidação foi sentida no fundo da sala, no 11º andar. “A representante de classe foi averiguar e viu que as salas estavam vazias. Logo depois os bombeiros entraram pedindo que deixássemos a sala”, conta Jessica Borges.

O Corpo de Bombeiros informou que recebeu cerca de 50 ligações referentes aos tremores na avenida Paulista, Tatuapé (zona leste), Vila Mariana (zona sul), e em Osasco e Guarulhos (ambas na Grande SP). Apesar dos chamados, até as 20h não havia relato de desabamento ou feridos.

Segundo a corporação, caso tenham sentido os tremores, os moradores devem procurar por rachaduras na estrutura do edifício, sair de prédios e acionar a Defesa Civil.

  • Estragos causados pelo terremoto na região central do Chile
  • Estragos causados pelo terremoto na região central do Chile
  • Estragos causados pelo terremoto na região central do Chile
  • Estragos causados pelo terremoto na região central do Chile
  • Estragos causados pelo terremoto na região central do Chile
  • Estragos causados pelo terremoto na região central do Chile
  • Estragos causados pelo terremoto na região central do Chile
  • Pessoas observam o mar em Cerro Baron Hill, na cidade de Valparaiso, depois de uma evacuação em massa de toda a costa chilena durante um alerta de tsunami após o terremoto
  • Pessoas buscam terrenos mais elevados em Valparaíso, depois de terremoto
  • Terremoto de magnitude 8,3 provocou uma evacuação em massa na cidade de Valparaíso depois de alerta de tsunami
  • Pessoas observam o mar no Cerro Baron Hill, em Valparaiso
  • O terremoto de magnitude de 8,3 gerou um alerta de tsunami. Na foto, a cidade de Valparaíso, no Chile
  • Moradores deixaram suas casas em Santiago, depois de um terremoto que atingiu o Chile
  • Em Santiago, moradores foram para as ruas depois de terremoto atingir o Chile
  • Imagens da destruição causada pelos abalos
  • Imagens da destruição causada pelos abalos
  • Imagens da destruição causada pelos abalos
  • Imagens da destruição causada pelos abalos
  • Imagens da destruição causada pelos abalos
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]