i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
versão oficial

Sobreviventes confirmam acidente em morte de dissidente cubano

Segundo um espanhol e um sueco, que estavam no carro acidentado juntamente com Oswaldo Payá, bateu após perder o controle por uma freada brusca

  • Porfolhapress
  • 30/07/2012 14:34

O espanhol Angel Carromero e o sueco Jens Aron Moding confirmaram nesta segunda-feira (30) a versão do governo cubano para o acidente que provocou a morte do dissidente Oswaldo Payá, no último dia 22. Os dois disseram que o carro em que estavam bateu após perder o controle por uma freada brusca.

Em entrevista coletiva convocada pelo governo cubano, Carromero, que dirigia o veículo, disse que percebeu o desnível na pista e freou de forma leve para evitar um acidente mais grave, mas o carro desviou o curso e bateu em uma árvore.

Ele descartou ter sido fechado por outro veículo, versão que grupos dissidentes apontaram como real, negando que a morte do dissidente tenha ocorrido por motivos políticos. "Nenhum carro nos atingiu".Moding, que estava no banco do carona, confirmou a versão. Eles disseram que foram à Cuba levar R$ 9.600 para Payá e sua organização política, o Movimento Cristão da Libertação, além de organizar a juventude de grupos dissidentes.O espanhol é membro do Partido Popular, do premiê Mariano Rajoy, e o sueco pertence à Liga Juvenil Democrata Cristã.Versão

Na sexta, o governo de Cuba havia anunciado que o acidente foi causado por excesso de velocidade do motorista em uma estrada em obras.

De acordo com as autoridades, o carro estava em velocidade de 120 km/h, dobro do limite permitido de 60 km/h, o que não permitiu que freasse ao ver um desvio de uma obra na via. Segundo o Ministério do Interior, a região estava sinalizada.Dois filhos do dissidente questionaram a versão oficial e acusaram outro veículo de ter fechado o carro onde estava Payá, mas o ministério não informou nenhuma intervenção na colisão.

O automóvel bateu em uma árvore após uma freada brusca na cidade de Bayamo, no sudeste da ilha. A parte mais atingida foi a porta traseira esquerda, exatamente onde viajava o dissidente.

Além de Oswaldo Payá, 60, morreu o dissidente Harold Cepero Escalante, 31. Carromero, o motorista do carro, que está preso desde segunda-feira, disse aos investigadores que não se lembrava de ter visto a sinalização sobre o mal estado da pista e que, apesar de ter freado bruscamente, não pôde evitar o acidente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.